ENERAREA promove Reabilitação Energética em edifícios de Interesse Histórico e Patrimonial

ENERAREA promove Reabilitação Energética em edifícios de Interesse Histórico e Patrimonial

Categoria Ambiente, Energia

O Museu Militar de Almeida, a Sé de Vila Real e o Museu Abade Baçal em Bragança são os três edifícios nacionais elegidos para integrar o projeto RENERPATH-2, cujo objetivo visa desenvolver e implementar uma metodologia de reabilitação energética em edifícios de interesse histórico e patrimonial.

A metodologia de reabilitação energética dos edifícios patrimoniais é um projeto financiado pelo programa de cooperação transfronteiriça, Interreg Espanha-Portugal 2014-2020 do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional. A primeira parte do projeto foi desenvolvida entre 2011 e 2013, e estudou a reabilitação energética em edifícios patrimoniais, especificamente, na Catedral de Ciudad Rodrigo e no Palácio Episcopal de Pinhel.

A ENERAREA – Agência Regional de Energia e Ambiente do Interior será a entidade responsável pela elaboração dos estudos de simulação dinâmica de edifícios, com o objetivo de estudar as condições e o comportamento energético neste tipo de edifícios e nesse sentido propor medidas de melhoramento energético, que contribuam para a redução da fatura energética.

O projeto de cooperação transfronteiriça envolve, também, o CTCV – Centro Tecnológico da Cerâmica e do Vidro, a Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), a Fundación Ciudad Rodrigo 2006, a Ente Público Regional de la Energía de Castilla y León (EREN), a Dirección General de Patrimonio Cultural, a Junta de Castilla y León e a Fundación CARTIF.

Neste momento o consórcio de entidades e peritos, decidiu envolver mais edifícios com distintas caraterísticas para que a metodologia possa resultar num guia abrangente a edifícios, de diferentes tipologias, épocas e estilos. Neste momento estão envolvidos em Portugal: o Museu do Abade de Baçal (Bragança), a Sé de Vila Real (Vila Real) e a Praça Forte de Almeida (Almeida); e quatro na região de Castilla y León: a Casa de Cultura de Ciudad Rodrigo, a Colegiada de Villagarcía de Campos, o Palácio Episcopal de Astorga e o Castillo de la Mota em Medina del Campo.

Prevê-se que até final do ano de 2018 o projeto esteja concluído e por essa altura surgirá a preparação da documentação a proposta de Diretiva Europeia de Reabilitação Energética em edifícios de Interesse Histórico e Patrimonial.