Energia limpa: Portugal prepara plano de ação

Energia limpa: Portugal prepara plano de ação

Um conjunto de sete associações nacionais foi convidado pelo Governo para se pronunciar sobre o pacote de propostas legislativas da Comissão Europeia no domínio da energia, noticia o semanário Expresso.

O convite partiu do secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro Sanches, que quer auscultar o setor privado antes de definir a estratégia e argumentação que Portugal levará aos próximos encontros em Bruxelas.

“Quanto mais completa for a posição nacional, melhor defenderemos os nosso interesses”, explica Jorge Seguro Sanches, que pediu contributos de associações empresariais como a AGN (gás natural), Cogen (cogeração), Elecpor (setor elétrico), Apetro (petrolíferas) e Apren (renováveis), bem como a associação de consumidores industriais de eletriciddade e à Deco.

O pacote energético da Comissão Europeia foi anunciado no final de novembro do ano passado, incluindo uma série de propostas legislativas para fomentar a política energética assente em fontes limpas. Este será o instrumento que vinculará os Estados- membros a um conjunto de medidas para alcançar as metas que tinham sido aprovadas previamente no pacote de energia e clima para 2030.

A iniciativa da Comissão, denominada “Clean energy for all europeans” estará em debate em Bruxelas a 27 de fevereiro, no Conselho de Energia, sendo que a discussão entre os vários países promete arrastar-se ao longo de meses.