Entre janeiro e maio, as renováveis garantiram 71% do abastecimento do consumo de eletricidade em 2021

Entre janeiro e maio, as renováveis garantiram 71% do abastecimento do consumo de eletricidade em 2021

Categoria Advisor, Investigação

O mês de maio, em Portugal continental, classificou-se quente em relação à temperatura e muito seco em relação à precipitação, revelam os dados do Boletim mensal Clima e Energia.

Segundo o boletim, partilhado pela Lisboa E-Nova, o valor médio da precipitação em maio (33 mm) correspondeu a apenas 46% do valor normal (1971-2000). De acordo com o índice PDSI (Palmer Drought Severity Index), no final de maio verificou-se um aumento da área em seca meteorológica, em especial na região Sul.

Armazenamento em Albufeira:

De acordo com os dados, as grandes bacias apresentam armazenamentos acima das médias de armazenamento de maio (1990/91 a 2019/20), exceto para as bacias do Lima, Mondego, Mira e Ribeiras do Algarve. “58% das albufeiras monitorizadas apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total”, refere o boletim.

Produção e consumo de eletricidade:

O consumo de eletricidade, em maio, aumentou 10,6% face ao período homólogo. Apesar da subida, face a igual período de 2019, regista-se, ainda, um recuo de 2,1%, segundo o boletim.

Em maio o consumo atingiu 3 928 GWh (+10,6% face a mai’20). Em termos homólogos:

  • A produção hídrica recuou 39% (IPH – Índice de Produtibilidade Hidroelétrica- =0,67); a eólica subiu 57% (IPE – – Índice de Produtibilidade Eólica- =1,15) e a solar subiu 34%. Globalmente a produção renovável aumentou 4,9%;
  • A produção térmica também registou um aumento de 6,4% e a importação quase 40%.

Globalmente, o abastecimento do consumo em maio foi garantido por:

  • 53% | Renováveis;
  • 26% | Térmica;
  • 21% | Saldo importador.

Em termos acumulados (janeiro-maio), as renováveis garantiram 71% do abastecimento do consumo de eletricidade em 2021.

Mercado da eletricidade: 

Em maio, a média aritmética do preço diário do mercado grossista em Portugal foi de 67,12 €/MWh, valor muito superior ao mês homólogo de 2020 (21,36 €/MWh).

Licenças de Emissão:

O preço das LEE (Licenças Europeias de Emissão) superou, durante todo o mês, a barreira dos 50 €/ton.