EPAL e AdVT realizam formação em controlo e gestão de perdas 

EPAL e AdVT realizam formação em controlo e gestão de perdas 

No âmbito do Plano de Ação para a Gestão Eficiente do Abastecimento de Água, a partir do Subsistema de Ranhados, a Academia das Águas Livres da EPAL realizou uma formação em Controlo e Gestão de Perdas a técnicos dos quatro municípios abrangidos pelo plano: Mêda, São João da Pesqueira, Vila Nova de Foz Côa e Tabuaço, onde também estiveram presentes técnicos de Aguiar da Beira pela proximidade aos restantes municípios.

Segundo a EPAL, este plano tinha como objetivo dar resposta urgente à “situação de seca severa” que se vivia nos quatro municípios, servidos pela Albufeira de Ranhados, que apresentava “volumes abaixo da média para aquela altura do ano”, e nele foi definido um “conjunto de medidas” que visavam aumentar a sua eficiência hídrica. Para isso, seria essencial a “redução, a muito curto prazo, da Água Não Faturada (ANF)”, quer através do “controlo e monitorização dos consumos para a melhoria dos índices das perdas reais de água nos sistemas de abastecimento em baixa dos respetivos municípios”, quer através da “implementação de medidas para a redução das perdas aparentes e do uso de água não medida”, explica a empresa, num comunicado.

Esta formação que terminou agora e que contou com o apoio logístico do município de Mêda, foi ministrada por formadores da Academia das Águas Livres da EPAL. Foram também implementados sistemas de monitorização de caudal, permitindo a criação de zonas de monitorização e controlo e a realização de campanhas de deteção de fugas, tendo por base tecnologia nacional desenvolvida pela EPAL.

Simultaneamente, a EPAL, juntamente com a AdVT – Águas do Vale do Tejo, implementou o sistema WONE® – Water Optimization for Network Efficiency. “Este sistema é um programa de gestão de redes, vocacionado para a otimização do combate às perdas de água, permitindo a sua monitorização online e detetando principalmente as fugas não visíveis por serem absorvidas nos solos e de mais difícil deteção”, refere a EPAL.

A partir de agora Aguiar da Beira, Mêda, São João da Pesqueira, Tabuaço e Vila Nova do Foz Côa fazem parte de um conjunto de municípios com técnicos formados em Controlo e Gestão de Perdas de Água, tendo também acesso a plataformas de controlo e gestão de perdas reais.