EPAL junta-se ao projeto “Neto Solidário” e ajuda no combate ao “isolamento”

EPAL junta-se ao projeto “Neto Solidário” e ajuda no combate ao “isolamento”

A EPAL, no âmbito da aposta na responsabilidade social, uniu-se ao projeto do “Neto Solidário”, uma iniciativa que se realiza a nível nacional e que pretende recrutar voluntários para auxiliar a população mais idosa. Depois do sucesso de “A Cama Solidária”, este é mais um projeto que promete mudar vidas, lê-se numa nota enviada pela empresa.

O aparecimento da Covid-19 trouxe uma nova realidade, onde o “afastamento” e o “distanciamento social” passaram a ser as palavras de ordem. Esta situação, obrigatoriamente, promove o isolamento e acarreta o perigo da solidão, sobretudo na população mais vulnerável, com particular impacto nos nossos idosos: “Desde os lares sem visitas, ao isolamento nas suas próprias casas, e com parcos ou nenhuns apoios, muitas são as necessidades dos mais velhos”, refere o comunicado da EPAL.

É com o objetivo de combater o isolamento e a solidão, ou outras carências nos nossos menos jovens, que surgiu recentemente o projeto “Neto Solidário”, promovido pelo movimento “Os Solidários”, onde um grupo de voluntários, de norte a sul do país, leva ajuda, apoio, carinho, conforto e atenção a quem mais precisa.

De acordo com a EPAL, o apoio destes voluntários pode ser feito a vários níveis, através de visitas ao domicílio, aos lares, com uma simples chamada telefónica, apoio nas compras e recados, oferta de bens alimentares, acompanhamento a consultas, reparações, entre outros.

O “Neto Solidário” conta já com cerca de dois mil voluntários em todo o país e cerca de 50% são em Lisboa, número que que a EPAL quer ajudar a fazer crescer.

As inscrições no projeto “Neto Solidário” estão disponíveis aqui.