ERP Portugal comemora 10 anos de intervenção nas escolas

ERP Portugal comemora 10 anos de intervenção nas escolas

Dez anos depois do início da campanha “Geração Depositrão”, a ERP (European Recycling Platform) Portugal já recolheu mais de 2100 toneladas de resíduos de equipamentos eléctricos, além de pilhas e acumuladores. No total, participaram na campanha mais de 420 mil alunos e 40 mil professores, tendo sido ainda premiadas mais de 370 escolas e realizadas mais de 4200 operações de recolha.

Através desta campanha, desenvolvida em parceria com o Programa Eco-Escolas (ABAE), a ERP tem ajudado a promover boas práticas no quotidiano e alertar para os efeitos negativos da poluição. Em declarações à Ambiente Magazine, Rosa Monforte, diretora geral da ERP Portugal, assegura que o balanço da campanha é “muito positivo”, realçando que ao longo destes anos, têm “sentido uma adesão crescente em número de escolas inscritas, resíduos recolhidos e entidades envolvidas no âmbito da Geração Depositrão”.

Por outro lado, a campanha tem saído das escolas, apostando no alargamento da sua rede de recolha a outras entidades.

“Para além de informar a população, temos apostado fortemente no alargamento da rede de recolha. Na verdade, a campanha já foi projetada para a comunidade local, para entidades e empresas, que contribuem igualmente para a recolha de resíduos. O efeito de “contágio” é uma realidade e materializa um dos princípios da campanha: conduzir à ação”, explica Rosa Monforte.

Desta forma, a Geração Depositrão pode chegar mais longe na sua contribuição e aliar metas ambientais a sociais, através de contribuições solidárias a diversas IPSS locais. “As escolas que recolherem acima de 100 kg de pilhas usadas receberão cartões oferta para a aquisição de bens essenciais a entregar às instituições locais, ao longo do ano”, exemplifica a responsável.

Durante este ano, a ERP decidiu associar a preservação da floresta à reciclagem, alertando para a perigosidade das pilhas e baterias quando abandonadas e não colocadas nos locais próprios que garantem o seu tratamento.

Em todas as iniciativas, a ERP Portugal mantém enfoque nas gerações mais jovens. “Os mais jovens fazem parte do target principal das nossas campanhas de sensibilização, pois representam a dupla missão de saberem como proceder no futuro (quando se tornarem adultos) e influenciarem comportamentos, despertando nos mais maduros a atenção para este tema”, defende a diretora geral da ERP Portugal.

No futuro, a ERP Portugal continuará a desenvolver diversos esforços no sentido de gerar boas práticas ambientais através das iniciativas que já decorrem e outras complementares.

“Nos dias de hoje e num futuro próximo, irão continuar ativas as campanhas de sensibilização integradas e que se traduzem na recolha de resíduos, em diversas frentes, tais como escolas, estabelecimentos hoteleiros, Juntas de Freguesia, empresas e outras. Certamente que o nosso gesto no presente continuará a fazer a diferença no futuro”, conclui a responsável.

Ricardo Ramos Gonçalves. Este artigo foi publicado na edição 76 da Ambiente Magazine.