ESI lança modelo baseado em seguro que apoia transição energética nas PME

ESI lança modelo baseado em seguro que apoia transição energética nas PME

Categoria Ambiente, Energia

O Energy Savings Insurance (ESI) Europe, projeto financiado pelo programa de Investigação e Inovação da União Europeia (Horizonte 2020), com o objetivo de promover a realização de investimentos em eficiência energética pelas Pequenas e Médias Empresas (PME), lançou o modelo GoSafe with ESI que contribui para a redução dos riscos de implementação e garante a poupança energética estimada pelos fornecedores de tecnologia.

No comunicado enviado à imprensa, pode ler-se que o modelo foi desenvolvido para estimular empresas de diferentes setores a utilizar energia com maior eficiência e com poupanças garantidas, consistindo assim em três elementos: um acordo entre a PME e a empresa fornecedora de tecnologia, um seguro de poupança energética, a realizar com uma seguradora, e uma validação técnica dessa poupança, por uma entidade independente.

Caso a poupança energética prometida pela empresa fornecedora de tecnologia não se verifique, o seguro, com uma duração de 5 anos, adaptado às necessidades das PME, permitirá recuperar o valor da poupança estimada. O modelo ESI foi reconhecido pelo Global Innovation Lab for Climate Finance como um dos instrumentos mais promissores para mobilizar investimentos do setor privado em eficiência energética, e as suas vantagens para as PME são, principalmente, a redução dos custos energéticos e de manutenção, o incremento da eficiência energética, da produtividade e da competitividade, a garantia de poupança futura de energia, o acesso facilitado a empréstimos para investimentos em eficiência energética e a redução do impacto ambiental através da diminuição do consumo energético e das emissões de gases com efeito de estufa.

A União Europeia (UE) estabeleceu uma meta de redução do consumo de energia em 20% até 2020 e propôs reduzir em 30% até 2030. Para atingir essas metas é necessário mobilizar investimentos significativos no setor privado. Considerando que 99% das empresas da UE são PME, estas representam uma oportunidade de mercado significativa para melhorias de Eficiência Energética (EE). No entanto, esta oportunidade permanece em grande parte inexplorada devido à alta perceção de risco no que toca ao investimento em EE. Para ultrapassar este constrangimento, em fevereiro de 2018, foi iniciado o projeto Energy Savings Insurance (ESI) Europe, por um consórcio constituído pela Basel Agency for Sustainable Energy (BASE) na Suíça, a Federação Italiana de Eficiência Energética (FIRE), o Conselho Empresarial para o Desenvolvimento Sustentável em Portugal (BCSD Portugal) e o EnergyLab em Espanha. Conta também com o apoio da United Nations Environment Programme Finance Initiative.

O BCSD Portugal é parceiro do projeto H2020 Energy Savings Insurance (ESI) Europe com o objetivo de tornar as PME portuguesas mais competitivas através da Eficiência Energética. Antes de chegar à Europa, o modelo ESI foi implementado com sucesso na Colômbia e no México e está a ser desenvolvido em mais dez países da América Latina e Ásia.