ESRI junta 1200 utilizadores dos SIG

ESRI junta 1200 utilizadores dos SIG

A Esri, líder mundial na tecnologia de Sistemas de Informação Geográfica (SIG), juntou, hoje, na Culturgest, em Lisboa, mais de 1200 pessoas no 13º Encontro de Utilizadores Esri Portugal (EUE).

No evento, que reuniu utilizadores e curiosos sobre estes sistemas de informação que armazenam os mais diversos tipos de conteúdos através da geografia (mapas), permitindo o acesso aos mesmos por pessoas de todo o mundo, Vítor Lopes Dias, presidente do Conselho de Administração da Esri Portugal, salientou que “os SIG começam a conseguir edificar a forma do pensamento humano, do conhecimento humano, que vai ter consequências a nível da organização social e do modo como nos relacionamos”. “Os SIG são cada vez mais um fator indiscutível de crescimento e eficiência para as organizações”, explicou, ainda, entusiasmado.

Depois do discurso de boas-vindas, feito por Vítor Lopes Dias, foi a vez de intervirem o diretor de soluções da Esri Inc, Damian Spangrud, e o CEO da Esri Portugal, Rui Sabino.

Sempre voltada para o futuro e para a inovação, a Esri criou, recentemente, a Academia Esrti. Rui Sabino aproveitou o momento para explicar o que levou a empresa a avançar com este projeto e os resultados que já são “um sucesso”. “Queríamos começar a ouvir as novas vozes e engloba-las na nossa estratégia. Há jovens que têm muitas ideias que precisam de ser apoiadas e a ESRI criou um programa de startups que vai de alguma forma ajudar todas essas ideias inovadoras a virem para cima da mesa”. “Esta academia acabou por ser um sucesso. ligando o mercado de trabalho, o empreendedorismo e o meio académico”, congratulou-se.

“A inovação está no nosso ADN. Estamos sempre à frente daquilo que são as novas soluções. Absorvemos muito conhecimento para vos levar novas soluções e o resultado daquilo que fazemos convosco resulta também desta vontade de inovar e apresentar soluções fora da caixa”, disse, ainda, Rui Sabino, dirigindo-se à plateia, onde estavam presentes vários utilizadores dos SIG. “A Ersi é a plataforma para influenciar a geografia no mundo”, acrescentou Damian Spangrud.

Amanhã é o último dia para os cerca de mil participantes do maior encontro de Sistemas de Informação Geográfica em Portugal assistirem às mais de 70 apresentações, distribuídas por uma sessão plenária e cinco sessões paralelas, que vão apresentar os melhores projetos SIG nacionais e internacionais da atualidade, bem como as mais recentes novidades da tecnologia ArcGIS.