ETAR de Fungalvaz em testes para entrada em funcionamento

ETAR de Fungalvaz em testes para entrada em funcionamento

Categoria Águas, Ambiente

A Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) e as estações elevatórias do Sistema de Saneamento de Fungalvaz, na Freguesia de Assentis, concelho de Torres Novas devem entrar em testes de funcionamento na próxima quinta-feira, 11 de abril. A obra está concluída desde dezembro de 2018 e aguarda desde janeiro de 2019 a ligação à rede de energia elétrica.

“Só com energia será possível fazer o comissionamento dos equipamentos e infraestruturas com a supervisão do Instituto da Soldadura e da Qualidade. A EDP garantiu a conclusão do processo na próxima quinta-feira”, adianta o presidente do Conselho de Administração da Assembleia da República (AR), Francisco Oliveira.

Foi necessário instalar uma linha aérea de Média Tensão e um Posto de Transformação para além da linha de baixa tensão que transporta a energia aos novos equipamentos.

A AR irá realizar os testes de tratamento de águas residuais ainda durante o mês de abril, prevendo-se que a ETAR entre em pleno funcionamento durante o mês de maio.  Com a nova ETAR em pleno, serão desativadas a ETAR e fossas sépticas existentes.

Esta solução resulta duma empreitada com um custo de 756.200€, financiada pela operação do POSEUR PORTUGAL 2020 com um valor de comparticipação de 642.770€.

A operação realizada tem em vista um sistema adequado de recolha, drenagem e tratamento das águas residuais e a consequente redução da poluição urbana na massa de água associada ao sistema de Fungalvaz, nomeadamente a Ribeira da Beselga, que vai desaguar ao Rio Nabão.

Pedro Ferreira, presidente da Câmara Municipal de Torres Novas e vogal do Conselho de Administração da Águas do Ribatejo congratula-se com esta obra que era há muito reclamada pela população e autarcas da Freguesia de Assentis.

Neste momento estão em fase de conclusão as obras nos Sistemas de Saneamento de Lapas/Ribeira Branca e Chancelaria/Pedrogão com um custo somado de cerca de 10 milhões de euros. Em curso estão também as empreitadas de Rexaldia (1.384.000€), Alcorochel (691.134€) e Lamarosa (1.684.200€). Em pleno funcionamento estão os sistemas de saneamento de Torres Novas e Riachos que foram alvos de uma profunda requalificação.

“A AR está a cumprir o compromisso de investimentos de 30 milhões de euros no concelho de Torres Novas, dotando-o de sistemas de tratamento de águas residuais de excelente qualidade e contribuindo dessa forma para o alívio da carga poluente nos rios Almonda e Nabão”, conclui o presidente do Conselho de Administração da AR, Francisco Oliveira.