ETAR de Lamarosa em funcionamento após investimento de 1,7 milhões de euros

ETAR de Lamarosa em funcionamento após investimento de 1,7 milhões de euros

A Águas do Ribatejo (AR) anuncia que a nova Estação de Tratamento de Águas Residuais (ETAR) de Lamarosa, no concelho de Torres Novas está em pleno funcionamento dotando as povoações de Árgea e Lamarosa de um sistema de drenagem de águas residuais domésticas assim como do tratamento final adequado.

De acordo com a empresa, a ETAR inclui um sistema de tratamento biológico, do tipo lamas ativadas, na vertente de arejamento prolongado. A descarga de efluente tratado é feita na Ribeira dos Mouchões, a cerca de 500 m do local de implantação da ETAR.

A empreitada custou cerca de 1,7 milhões de euros e foi financiada por fundos comunitários e capitais da AR.

No sistema da Árgea foram construídos cerca de 1000 m de coletores e emissários e duas estações elevatórias e respetivas condutas com uma extensão aproximada de 1136 m. Já no sistema da Lamarosa foram construídos 443 m de coletores e emissários e quatro estações elevatórias e respetivas condutas com uma extensão aproximada de 3074 m.

A ETAR de Lamarosa foi dimensionada para dar resposta a um equivalente populacional de 1400 habitantes.

Segundo a AR, a operação inclui-se num plano de investimentos de 30 milhões de euros no abastecimento e saneamento no concelho de Torres Novas.