Exército vigia serra de Santa Luzia até final de outubro para prevenir incêndios

Exército vigia serra de Santa Luzia até final de outubro para prevenir incêndios

Categoria Ambiente, Florestas

Militares da Escola Prática de Serviços da Póvoa de Varzim estão, entre hoje e final de outubro, a vigiar a serra de Santa Luzia, em Viana do Castelo, no âmbito de uma operação de prevenção de incêndios, segundo a Lusa.

A ação, que se realiza pelo 8.º ano consecutivo, abrange, segundo nota hoje divulgada pela Câmara local, 30 quilómetros quadrados da serra de Santa Luzia. Segundo o município, os militares efetuam “operações de vigilância, mantendo permanentemente informadas as entidades responsáveis (comandante Distrital de Operações de Socorro, Bombeiros Municipais de Viana do Castelo) e comunicando, de imediato, qualquer ocorrência digna de registo”.

A vigilância resulta de um protocolo assinado em 2010 e renovado anualmente, entre a Câmara Municipal de Viana do Castelo e o Exército, visando “a defesa da floresta e, consequentemente, a manutenção das condições de vida das populações locais”.

No âmbito desta operação apenas será permitido o acesso às áreas “restritas” aos proprietários de terrenos, “nomeadamente nos dias de maior risco de incêndio”, sendo os mesmos alertados para alguns tipos de comportamentos que têm de evitar.

A informação de identificação recolhida pelos militares do Exército poderá depois ser utilizada pelas autoridades policiais na investigação de eventuais focos de origem criminosa, que possam ser detetados. Na nota, a autarquia adiantou que o Dispositivo Municipal de Combate a Incêndios Rurais conta com um reforço de homens e viaturas.

Além da nova Equipa de Intervenção Permanente (EIP), com cinco elementos e que está instalada nos Bombeiros Voluntários de Viana do Castelo, o dispositivo local conta com duas novas viaturas naquela corporação, sendo um VFCI – Veículo de Combate a Incêndios Florestais e um VOPE – Veículo de Operações específicas.

O município adiantou que no período crítico de incêndios, Viana do Castelo vai contar com um reforço de bombeiros, incluindo 12 novos recrutas dos Bombeiros Municipais e outros 12 recrutas dos Bombeiros Voluntários.

“Já o distrito vai contar com o apoio de Bombeiros Voluntários do Beato e Penha de França, integrantes da Brigada de Reforço aos Incêndios Florestais – cidade de Lisboa, que estão no Alto Minho há três meses”, adiantou. Já os Sapadores Florestais integram três equipas, uma em Carvoeiro, outra em São Lourenço da Montaria, estando a terceira equipa sediada nos Bombeiros Municipais.

Desde 2017, a Câmara Municipal de Viana do Castelo disse ter investido 1,1 milhões de euros em limpeza da floresta. Em março, o presidente da Câmara, José Maria Costa anunciou um investimento, este ano, de 1,1 milhões de euros, na limpeza de mais de 150 hectares de floresta e 150 quilómetros de rede viária.

Cerca de 600 mil euros desta verba implicaram a reflorestação da serra da Padela, de Santa Luzia e Amonde e a beneficiação de caminhos florestais no monte de Santa Luzia. O município também investiu na criação de faixas de gestão de combustíveis em 16 estradas municipais, numa extensão de 150 quilómetros, nos perímetros industriais de Lanheses e Neiva e na limpeza do Monte do Galeão, num total de 150 hectares.

Em abril, a Câmara aprovou por unanimidade, um montante de 300 mil euros, para assumir as despesas de limpeza de terrenos florestais, substituindo-se aos privados que não o fizeram até 31 de maio.

*Foto da agência Lusa