Falcões estão de volta

Falcões estão de volta

Zuzu e Margarida voltaram a fazer o ninho na Amadora e, este ano, regressaram à floreira da janela do quarto de Maria, filha de Pedro Cotter, autor de uma página na internet que tornou célebres os falcões-peneireiros.

As aves rondaram o local por vários dias e acabaram por fazer a postura no vaso colocado no exterior da janela, refere o Correio da Manhã de hoje. Pedro Cotter acredita tratar-se do “mesmo casal que esteve na floreira em 2012 e 2013, porque todas as crias foram anilhadas e estes falcões não têm anilha”.

“O casal não se afasta do ninho mais de três a cinco minutos e, nesses períodos, foi possível contar que a postura foi de seis ovos”, explicou Pedro Cotter. O proprietário do apartamento onde está o ninho acredita que a exemplo de anos anteriores, as crias irão nascer a 1 de maio.

Os filhotes acabam por abandonar o ninho cerca de um mês após a eclosão dos ovos. Por serem aves com marcação de território, não habitam no mesmo local dos pais, embora permaneçam na mesma região.

O casal de falcões habita na mesma área da Amadora há pelo menos sete anos. Os falcões são monogâmicos e procuram outro parceiro caso um morra.

Em 2012 e 2013, anos em que Zuzu e Margarida estiveram na floreira de Pedro Cotter, tiveram um total de 11 crias. A esperança de vida é de 16 anos.