Novo CIVTRHI no Eco-Parque do Relvão

Novo CIVTRHI no Eco-Parque do Relvão

Categoria Ambiente, Resíduos

Foi recentemente inaugurado o Centro Integrado de Valorização e Tratamento de Resíduos Hospitalares e Industriais (CIVTRHI) no Eco-Parque do Relvão, no concelho da Chamusca.

O Centro, que é constituído por uma Unidade de Incineração e uma Unidade de Tratamento de Resíduos Hospitalares, implicou um investimento de cerca de 9,5 milhões de euros, na primeira fase, e visa conseguir uma solução integrada e sustentável para o tratamento de resíduos perigosos, em linha com as melhores práticas internacionais, promovendo a melhoria do desempenho ambiental nos setores da saúde e indústria bem como o aperfeiçoamento das práticas ambientais em toda a cadeia de gestão de resíduos.

A construção do CIVTRHI envolveu a deslocalização da atividade da atual e única Central de Incineração de Resíduos Hospitalares de incineração obrigatória e não co-incineráveis existente no país, situada no Parque da Saúde de Lisboa, e que tem licença de exploração válida até 2017, para um local ambientalmente indicado e exclusivo, como é o Eco Parque do Relvão, na Chamusca.

Em junho de 2010 o projeto ganhou uma candidatura ao QREN com atribuição de um incentivo de 4,8 milhões de euros, que foi entretanto sido anulado pelo AICEP em julho de 2012, por falta de despacho da Licença de construção pelas entidades licencidoras. Em 2013, já ultrapassadas estas questões, o projeto foi de novo submetido a uma candidatura QREN que viu aprovada com um financiamento de 3.166 €, acrescidos de potencial prémio de realização 1.646 €.

Numa fase seguinte, deverá ser instalado no local uma unidade de triagem de medicamentos, que permitirá sinergias que esta atividade tem com o CIVTRHI e o seu objetivo.