Fundação Galp e EI-Energia Independente vão premiar as escolas mais sustentáveis de Portugal

Fundação Galp e EI-Energia Independente vão premiar as escolas mais sustentáveis de Portugal

A escola mais sustentável do país vai poder ganhar uma instalação de painéis solares até um valor de 20 mil euros, oferecida pela Fundação Galp e pela EI – Energia Independente, a nova empresa da Galp para o autoconsumo fotovoltaico, lê-se num comunicado.

Esta é assim a grande novidade da edição de 2021 do Prémio Escola Energy Up, promovido no âmbito do programa educativo Future Up, da Fundação Galp, e que conta com o apoio dos parceiros, ADENE (Agência para a Energia), APA  (Agência Portuguesa do Ambiente), DGE (Direção Geral de Educação), DGEG (Direção Geral de Energia e Geologia), e ainda com a participação da Quercus (Associação Nacional de Conservação da Natureza).

Desde 2010 que a Fundação Galp distingue anualmente projetos escolares no âmbito da energia que promovam consumos energéticos mais eficientes junto da comunidade educativa. O objetivo é “premiar e dar visibilidade a soluções sustentáveis e inovadoras, que sejam um exemplo para toda a sociedade em matéria de sensibilização ambiental e que sublinhem a importância de uma utilização responsável dos recursos energéticos do nosso planeta”, refere a entidade.

Num ano letivo fortemente marcado pela pandemia de Covid-19, o Prémio Escola Energy Up ganha importância acrescida, assumindo-se como um “estímulo adicional para que a comunidade educativa continue a investir na sua sustentabilidade energética e para que continue a desafiar os alunos a serem parte ativa desta missão, assumindo-se como protagonistas na construção de um futuro melhor”, refere o mesmo comunicado.

Além do Grande Prémio (20 mil euros à escola vencedora), o Prémio Escola Energy Up atribuirá ainda um valor até dois mil euros para apoio a projetos escolares na área da transição energética e inovação ao segundo classificado e um valor até mil euros para o mesmo efeito ao terceiro classificado.

Todas as escolas, que integrem o “top 5” dos projetos com maior pontuação receberão ainda a o direito a uma sessão de sensibilização ambiental para a comunidade escolar, para promover hábitos mais sustentáveis, ministrada pela Quercus, apresentada por Carmen Lima – autora do livro “Não há Planeta B – Dicas e Truques para um Ambiente Sustentável”.

A divulgação do vencedor será feita no final de maio, por ocasião do Dia Nacional da Energia, que se assinala a 29 de maio. Todas as escolas do ensino básico e secundário em Portugal continental e insular podem participar neste desafio, tendo para o efeito de apresentar projetos ou trabalhos no âmbito da energia e que estejam implementados ou em curso. Os projetos submetidos serão avaliados por um júri de sete elementos, composto por parceiros do Future Up (Quercus, ADENE, APA, DGE-Direção Geral de Educação e DGEG ), por um representante da Global Media (o media partner do prémio), e por um representante da empresa EI – Energia Independente.

As candidaturas devem ser entregues até dia 7 de maio, mediante o preenchimento do seguinte formulário com a seguinte informação: o nome do projeto; o descritivo do seu âmbito, funcionamento, beneficiários e impacto energético e ambiental; e material que confirme a sua implementação.

Para saber mais sobre o Prémio Energy Up consulte o site da Fundação Galp.