Fundação Schneider Electric e Ashoka juntos por uma maior sustentabilidade energética

Fundação Schneider Electric e Ashoka juntos por uma maior sustentabilidade energética

Categoria Ambiente, Energia

A Schneider Electric Portugal e a Ashoka realizaram ontem, dia 5 de setembro, um encontro entre os network partners do programa “Inovação Social no Combate à Pobreza Energética”, aos quais foi lançado o desafio de identificarem projetos de inovação social que reúnam as condições para se candidatarem ao programa.

Sob o mote da melhoria das condições de vida de milhões de pessoas que enfrentam o problema da pobreza energética por toda a Europa, o encontro marcou o arranque da fase final da chamada para projetos, aberta desde julho de 2017 e com data de encerramento de 1 de outubro.  Com a presença de João Rodrigues, country manager da Schneider Electric, Frederico Fezas Vital, representante da Ashoka em Portugal, e Julia Llata, da Endesa, esta reunião permitiu perceber como se processam as candidaturas e de que forma se pretende que esta ação vise aumentar a comunidade de empreendedores sociais que procuram contribuir para reduzir a pobreza energética em cinco países da União Europeia: Alemanha, Espanha, Grécia, Itália e Portugal.

A missão, explica João Rodrigues, country manager em Portugal da Schneider Electric, citado em comunicado, “é contribuir para o desenvolvimento das pessoas e das sociedades através da educação, inovação, sensibilização e formação profissional relacionada com a energia”. É com orgulho que damos continuidade a esta parceria com a Ashoka e, agora, com a ENDESA”, prossegue, “e estou certo que vamos ter candidaturas portuguesas de grande valor e que possam, efetivamente fazer a diferença neste flagelo que é a pobreza energética e que afeta a população a nível mundial”.

Já Frederico Fezas Vital, representante da Ashoka em Portugal, lembra que “este é um programa com uma forte componente de empreendedorismo social”, acrescentando que “existem muitas pessoas que se encontram no terreno, com experiência, que têm projetos de grande validade e qualidade, e que não sabem desta oportunidade”. “É nossa função encontrá-las e congregá-las nesta rede de parcerias que criámos”, reforça.

Após uma parceria bem-sucedida em 2015-2016, a Fundação Schneider Electric, sob a tutela da Foundation de France, e a Ashoka, renovaram o seu compromisso em ajudar a melhorar as condições de vida de milhões de pessoas que enfrentam um problema de pobreza energética na Europa e avançar em direção à sustentabilidade energética. À edição 2017-2018 adiciona-se a parceria com a Enel (Endesa, no caso português e espanhol).

O prazo de apresentação de candidaturas termina a 1 de outubro de 2017. Para mais informações sobre o programa e o processo de candidaturas, bem como sobre o acesso ao formulário de candidatura, consulte o seguinte link: http://www.tacklefuelpoverty.com.