Governo avança com desassoreamento da Ria de Aveiro

Governo avança com desassoreamento da Ria de Aveiro

O Governo anunciou hoje que vai avançar com o desassoreamento da ria de Aveiro, um investimento de 25 milhões de euros, que tem como objetivo limpar as esteiras, as calas e os canais de navegação da linha de água. A obra concretiza-se no segundo trimestre de 2017.

“O desassoreamento da Ria de Aveiro tem por objetivo a transposição de sedimentos para otimização do equilíbrio hidrodinâmico, incluindo a delimitação dos canais de navegação”, refere o comunicado enviado pelo gabinete do ministro do ambiente.

Uma obra que vai beneficiar os municípios de Aveiro, Estarreja, Ilhavo, Murtosa, Ovar e Vagos, envolvendo “1,5 milhões de metros cúbicos de areias e o desassoreamento de mais de 100km de canais, calas e esteiros”, lê-se na nota.

Os trabalhos terão a duração de 18 meses e estão previstos terem início no segundo trimestre de 2017.

Os investimentos na defesa do litoral no distrito de Aveiro “atingem os 61 milhões de euros por se tratar da região do país mais afetada pela subida do nível médio das águas do mar”, explica no comunicado.

Em declarações ao Jornal de Notícias, o ministro do ambiente referiu “a intervenção permitirá repor as condições naturais da ria de Aveiro, incluindo a melhoria da pequena navegação voltada para as atividades tradicionais”.

Já há 20 anos que a ria de Aveiro não era desassoreada, sendo que a última ação se realizou em 1996. Desde essa altura, a navegabilidade tem vindo a deteriorar-se, assim como, as condições para a pesca tradicional devido à obstrução dos canais por sedimentos, resultando na menor produção de amêijoa e de berbigão.