Governo disponibiliza mais 23 milhões para evitar erosão e destruição dos solos

Governo disponibiliza mais 23 milhões para evitar erosão e destruição dos solos

O ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural anunciou ontem a disponibilização de mais 23 milhões de euros para dar resposta ao problema da previsível erosão e destruição dos solos das áreas afetadas pelos incêndios. Com esta verba, cujo concurso abre esta quinta-feira, o Governo disponibiliza um apoio total de 89 milhões de euros para medidas de estabilização de emergência, que têm como objetivo evitar a degradação dos solos, declarou o ministro Luís Capoulas Santos, citado pela Lusa.

No âmbito de uma reunião extraordinária do Conselho Florestal Nacional, que decorreu em Lisboa com todas as entidades públicas e privadas que interagem no setor florestal, o governante indicou que esta verba destina-se ao “financiamento das organizações de produtores florestais ou das autarquias locais para proceder à chamada estabilização de emergência nos locais que se revelem de maior risco de erosão ou que possam causar derrocadas nas estradas”.