Governo lança concurso público para proteção da Ria de Alvor

Governo lança concurso público para proteção da Ria de Alvor

O Ministério do Ambiente lançou hoje o concurso público para execução da empreitada “Alimentação artificial e reforço do cordão dunar da praia de Alvor Nascente”, no concelho de Portimão. Esta empreitada tem por objetivo reforçar o cordão dunar por forma a assegurar a defesa natural contra episódios erosivos que, periodicamente, atingem a praia e proporcionar o alargamento do areal ao longo de um troço com uma frente de mar de mil metros.
Para alcançar estes propósitos serão utilizadas manchas de empréstimo existentes nesta célula de circulação sedimentar por recurso a um volume de 250 mil m3 de sedimentos acumulados na barra e nos canais de navegação da Ria de Alvor.

A alimentação artificial da praia de Alvor integra-se no conjunto de intervenções de prioridade mais elevada que constam no Plano de Ação do Litoral XXI e na proposta do Programa da Orla Costeira Odeceixe-Vilamoura.

A concretização desta intervenção determinou a assinatura prévia de um protocolo de cooperação técnica e financeira entre a Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e a Direção-Geral de Recursos Naturais, Segurança e Serviços Marítimos (DGRM), constituindo-se assim como um exemplo de parceria e de concertação de interesse mútuo que deve existir entre entidades públicas para a prossecução das respetivas atribuições.

Com estimativa orçamental base de 2,3 milhões de euros, a execução da empreitada será assegurada pela Agência Portuguesa do Ambiente (APA) e conta com o financiamento comunitário do Programa Operacional Sustentabilidade e Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR) e com verbas provenientes do Orçamento da DGRM.

Com realização prevista em 2018, estima-se em seis meses o prazo para a execução da empreitada.