Governo tem dúvidas sobre plano da EDP Distribuição

Governo tem dúvidas sobre plano da EDP Distribuição

Categoria Ambiente, Energia

O plano de investimentos da EDP Distribuição foi aprovado pelo regulador da energa. Mas o Governo levantou reservas em relação a este plano que prevê investimentos superiores a 500 milhões de euros entre 2017 e 2021, revela o Negócios.

As dúvidas foram levantadas pelo representante do membro do Governo que tutela a área da energia que se senta no conselho consultivo da ERSE.

Por um lado, o Governo considera que este plano não está “articulado” com as orientações de política energética” do país. Por isso, o Executivo “suscita reservas” sobre este plano, escreveu o representante, na pessoa de Carlos Almeida, diretor-geral de Energia e Geologia. Por outro lado, o Governo considera que é necessário “realizar uma análise custo-benefício mais detalhada, o que reconhecidamente não sucedeu”, pode ler-se no parecer do conselho consultivo da ERSE. O plano acabou por ser aprovado por maioria, sem votos contra, e com a abstenção por parte do representante do secretário de Estado da Energia, Jorge Sanches.

Por parte da ERSE, o plano mereceu o seu “parecer globalmente positivo” à proposta de Plano de Desenvolvimento e Investimento da Rede de Distribuição de Eletricidade (PDIRD-E), que prevê investir em mais de uma centena de projetos.

Esta proposta anrange o horizonte entre 2017 e 2021 e prevê um investimento global de 850 milhões de euros, sendo 59 milhões investimento não específico e 790 milhões relativo a específicos.