GS1 Portugal vai ajudar as empresa a calcular e reduzir a pegada de carbono

GS1 Portugal vai ajudar as empresa a calcular e reduzir a pegada de carbono

Categoria Advisor, Agenda

Esta sexta-feira, dia 14 de maio, a GS1 Portugal promove uma formação inteiramente digital e gratuita sobre o “Cálculo de Pegada de Carbono em Logística” dedicada a pequenas e médias empresas, com vista a desmistificar a temática das emissões e do aquecimento global, lê-se numa nota de agenda.

De acordo com a Associação, nesta sessão, com início às 10h, as empresas terão a oportunidade de compreender melhor o papel da logística nas alterações climáticas e quais as motivações das PME para calcular a sua Pegada de Carbono. Nesta temática, a GS1 Portugal irá ainda partilhar algumas recomendações para ajudar as empresas a traçar um caminho mais sustentável e ecológico com base no Protocolo de Gases de Efeito Estufa (GHG Protocol), o padrão de contabilidade e relatórios corporativos. No final da sessão, os participantes deverão ter noção dos desafios de calcular as emissões de CO2 da sua empresa com base nas atividades de transporte (propulsão do veículo e refrigeração da carga) e nas atividades de armazenamento (consumo de energia, movimentação e iluminação), refere a nota.

Esta formação surge no âmbito da missão da GS1 Portugal na procura de soluções sustentáveis e colaborativas que também promovam a eficiência das empresas portuguesas. Neste âmbito, a organização tem vindo a desenvolver o projeto “Lean & Green”, um programa de certificação das iniciativas de autorregulação com vista à redução das emissões de gases de efeito de estufa decorrentes da respetiva operação logística.

O “Lean & Green” é o maior projeto europeu de certificação de empresas e organizações empenhadas, com planos concretos, verificáveis e auditáveis, na redução de emissões de CO2 e inerentes às respetivas operações logísticas, ao longo de toda a cadeia de valor. Esta iniciativa europeia foi lançada em Portugal no final de 2019 pela GS1 Portugal e tem como objetivo final acrescentar um “contributo relevante para a prossecução das metas definidas no Acordo de Paris, reduzindo ao máximo a respetiva pegada carbónica. Por cada patamar alcançado as empresas são premiadas com uma estrela, num total de 5”, explica a associação

A adesão de empresas como a Delta Cafés, a Nestlé, Santos e Vale, a CHEP, a Bel Portugal e o Grupo STEF ao programa “Lean & Green” é um sinal claro do compromisso.

As inscrições na sessão podem ser feitas aqui.