Henkel alia-se aos principais esforços globais em defesa do clima

by Redação Ambiente Magazine | 21 Maio 2020 08:53

A Henkel está entre as 155 principais empresas globais, de 34 setores, que assinaram uma declaração a pedir aos governos de todo o mundo que alinhem esforços para apoiar a recuperação económica do Covid-19 com a mais recente ciência climática.

As empresas, que fazem parte da iniciativa Science Based Targets initiative (SBTi), pedem políticas que aumentem a resistência a choques futuros, através do apoio a esforços para manter o aumento da temperatura global dentro de 1,5°C acima dos níveis industriais, com o objetivo de alcançar emissões líquidas zero antes de 2050.

“Agora, necessitamos investir em inovação, ampliar as soluções que já temos e trabalhar com os nossos parceiros ao longo da cadeia de valor em direção à neutralidade climática. Para isso, estabelecemos metas ambiciosas baseadas na ciência”, refere o CEO da Henkel, Carsten Knobel.

As empresas se reuniram em torno da iniciativa Science Based Targets e os seus parceiros de campanha Business Ambition for 1.5°C, o UN Global Compact e a aliança We Mean Business. O SBTi, que é uma colaboração entre o CDP (anteriormente Carbon Disclosure Project), o UN Global Compact, o World Resources Institute e o WWF, que avalia e valida, independentemente, as metas climáticas corporativas em relação à mais recente ciência climática.

As 155 empresas já estabeleceram, ou comprometeram-se a definir, a redução de emissões com base científica – as metas da Henkel foram recentemente aprovadas pela iniciativa Science Based Targets. Ao assinar a declaração, as empresas estão a reafirmar que as suas próprias decisões e ações permanecem fundamentadas na ciência, enquanto pedem aos governos que “priorizem uma transição mais rápida e justa de uma economia cinza para uma economia verde”.

A declaração conjunta acontece quando os governos de todo o mundo estão a preparar pacotes de incentivo para ajudar a recuperação económica dos impactos da pandemia de coronavírus e a preparar-se para estabelecer planos climáticos nacionais alinhados com o Acordo de Paris.

“Os governos têm um papel fundamental a desempenhar, alinhado políticas e planos de recuperação com a mais recente ciência climática, mas não podem conduzir sozinhos uma transformação socioeconómica sistémica. Para enfrentar as crises interconectadas que enfrentamos, precisamos trabalhar em conjunto como comunidade internacional para cumprir os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e o Acordo de Paris”, refere Lila Karbassi, Chief of Programmes do UN Global Compact, e Board Member da iniciativa Science Based Targets. “Estas empresas  estão a liderar o caminho na condução de ações ambiciosas para ajudar a reduzir a vulnerabilidade a futuros choques e desastres”.

Compromisso da Henkel com a proteção do clima

A Henkel quer ter um contributo positivo na proteção do clima e apoia totalmente o compromisso do Acordo de Paris das Nações Unidas sobre as mudanças climáticas. Até 2040, a Henkel quer tornar-se uma empresa climaticamente positiva. Com base nas suas metas a longo prazo, a empresa estabeleceu metas específicas de redução de emissões, que foram aprovadas pela iniciativa Science Based Targets como consistentes com os níveis necessários para cumprir as metas do Acordo de Paris para limitar o aquecimento global a 1,5°C.

Source URL: https://www.ambientemagazine.com/henkel-alia-se-aos-principais-esforcos-globais-em-defesa-do-clima/