Hidroelétrica de Cahora Bassa em Moçambique reduz fornecimento devido a restrições de água

Hidroelétrica de Cahora Bassa em Moçambique reduz fornecimento devido a restrições de água

Categoria Águas, Ambiente, Energia

A Hidroelétrica de Cahora Bassa (HCB), na província de Tete, centro de Moçambique, anunciou restrições no fornecimento de energia até dezembro, devido à fraca afluência de água na barragem, provocada pela falta de chuva na região. “A Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) introduziu um plano de restrições na produção de energia até ao próximo mês de dezembro, em consequência da fraca afluência de água na Albufeira de Cahora Bassa, o que está a comprometer o armazenamento de água, matéria-prima para a produção de energia”, refere um comunicado da empresa enviado à Lusa.

A nota refere que a cota da albufeira reduziu 4,01 metros no armazenamento de água para 317,31 metros em 30 de junho contra 321,32 metros acima do nível médio das águas do mar a 10 de janeiro de 2016.

“Cada gerador está a reduzir a sua potência de 415 megawatts para cerca de 365 megawatts com enfoque para o quinto gerador, cuja produção centra-se em energia não firme”, assinala a HCB.

Este cenário, prossegue o comunicado, otimiza as necessidades comerciais e a necessidade de assegurar armazenamento de água para diversos fins socioecónomicos e ecológicos e permite a possibilidade de recuperação rápida dos níveis da cota de exploração da Albufeira em 2017.

“As restrições impostas poderão ser revistas consoante a evolução da situação hidrológica, sobretudo na próxima época chuvosa”, acrescenta a nota de imprensa.

Paralelamente, a HCB está a encetar negociações com os seus clientes com vista a proceder ajustamentos em linha de conta com a este novo cenário, prevendo-se restrições mínimas no fornecimento de energia.