Holanda vai ter Centro Global de Excelência em Alterações Climáticas

Holanda vai ter Centro Global de Excelência em Alterações Climáticas

O governo da Holanda assinou esta semana um acordo conjunto com o Japão e a Organização das Nações Unidas (ONU) para a criação, numa cidade holandesa ainda a ser definida, do Centro Global de Excelência em Alterações Climáticas, um instituto de pesquisa para apoiar os países nesta temática. De acordo com a secretária de Estado do Ambiente holandesa, Sharon Dijksma, o centro dará “medidas e orientação” aos países que procuram adaptar-se melhor às alterações climáticas.

“A Holanda é um bom país para reunir conhecimentos e experiência na área de adaptação ao clima. A informação terá um papel fundamental”, acrescentou.

O novo instituto reunirá múltiplas instituições de pesquisa na proteção do meio ambiente, empresas, governos e membros da indústria financeira para estudar e procurar soluções para as consequências das alterações climáticas. O acordo foi assinado também pelo Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA).

“No mundo todo, as pessoas estão a ser afetadas pelas alterações climáticas. Se não lidarmos com isso, o risco de desastres naturais, os retrocessos sociais e económicos e as tensões políticas irão aumentar”, afirmou.

Em dezembro de 2015, 194 países assinaram Acordo de Paris para reduzir o aquecimento global.