Horta Biológica da Palmilheira vai servir mais de 170 famílias

Horta Biológica da Palmilheira vai servir mais de 170 famílias

Mais de 170 famílias, escolas e associações vão poder, em breve, produzir e consumir produtos hortícolas biológicos na Horta Biológica da Palmilheira, em Ermesinde. A construção iniciada esta terça-feira, pelo município de Valongo, nos terrenos cedidos pela REN, terá ainda “charcos, hotéis de insetos, plantas aromáticas, ninhos, entre outras iniciativas de promoção da biodiversidade e de agricultura urbana”, lê-se numa nota divulgada à imprensa.

De acordo com o município, os talhões, 15 dos quais elevados para pessoas com mobilidade condicionada, ocupam 11 mil metros quadrados de terreno e vão ser agora requalificados, através de um projeto que tem como principais linhas orientadoras a “promoção da sustentabilidade ambiental”, o “fortalecimento da inclusão social” e o “apoio às comunidades locais”.

“Em boa hora a REN foi sensível ao nosso apelo e cedeu este terreno para implementarmos aquela que será a maior horta biológica do concelho de Valongo e a segunda maior na área da Lipor. Desde que abrimos a Horta Biológica da Ponte da Presa, em 2014, temos vindo a apostar neste tipo de infraestruturas verdes, pelos seus evidentes benefícios para a comunidade, inclusive para a promoção da saúde física e mental”, salientou José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara de Valongo, à margem do ato de consignação da empreitada, que se realizou esta terça-feira, no local onde vão nascer as novas hortas biológicas.

Além dos 172 talhões e seis abrigos para as ferramentas agrícolas, o projeto da Horta Biológica da Palmilheira inclui quatro pequenas passagens pedonais sobre a linha de água que atravessa o terreno; um charco para promoção da biodiversidade; casas ninhos; hotel de insetos; sebes e plantas aromáticas de odor agradável, elementos decorativos e mobiliário urbano visando os princípios da economia circular.

O valor da adjudicação da empreitada é de 106.792,25€ + IVA e o prazo de execução é de 63 dias.

As pessoas interessadas em ter um talhão na Horta Biológica da Palmilheira podem desde já inscrever-se através do site da Lipor (projeto Horta à Porta).

Esta iniciativa insere-se no Projecto Horta à Porta – Hortas Biológicas da Região do Porto, da Lipor (Serviço Intermunicipalizado de Gestão de Resíduos do Grande Porto), que promove a construção de hortas comunitárias em oito municípios do Grande Porto (Espinho, Gondomar, Porto, Póvoa de Varzim, Vila do Conde, Valongo, Maia e Matosinhos).