Imagem térmica dos smartphones ajuda a encontrar gado perdido

Imagem térmica dos smartphones ajuda a encontrar gado perdido

Os criadores de gado enfrentam todos os dias o desafio de tentar reduzir o número de perdas no seu rebanho e, atualmente, podem contar com a ajuda da tecnologia mobile, nomeadamente da câmara térmica presente nos smartphones.

Em média, por ano perdem-se cerca de 15% dos cordeiros nas quintas britânicas devido a predadores, hipotermia após separarem-se das suas mães ou por complicações de saúde. Para maioria dos criadores de gado reduzir estas perdas tem vindo a ser um enorme desafio, mas graças ao uso da tecnologia de imagem térmica, agora disponível em smartphones, este cenário tem vindo a mudar uma vez que esta tecnologia, antes dispendiosa, tornou-se mais acessível no mercado.

Rob Hodgkins, que possui e gere a Cherry Farm, em Inglaterra, com cerca de 17 milhões m2, é um dos vários criadores de gado que começaram a usar a tecnologia de forma a aumentar a eficiência da sua quinta.
Este tem como aliado o smartphone Cat S60 com uma câmara termal incorporada que ele diz ter revolucionado a monitorização do seu rebanho de 1500 ovelhas e dos descendentes destas.

“A tecnologia está a mudar a agropecuária de uma forma massiva e o meu Cat S60 tem sido uma enorme mais-valia para as minhas tarefas. Atualmente uso a câmara térmica, o que custaria uma fortuna há uns anos atrás, para me ajudar a encontrar os cordeiros perdidos do rebanho e que já se encontram em hipotermia. Também a tenho usado como indicador visual para assegurar que estou a utilizar a temperatura certa de glicose na seringa que injeto para os aquecer novamente”, explica Rob Hodgkins.