Já é conhecido o vencedor do prémio do fundo “InAqua”

Já é conhecido o vencedor do prémio do fundo “InAqua”

O projeto “Capredux – Redução das Capturas Acidentais de Aves Marinhas na Zona de Proteção Especial Aveiro-Nazaré” é o vencedor da 3ª edição do “InAqua – Fundo de Conservação by Oceanário de Lisboa e National Geographic Channel” dedicado ao tema “Aves marinhas – entre a terra e o mar”, tendo recebido um prémio no valor de 15 mil euros.

Este projeto atua na área da maior Zona de Proteção Especial Marinha em Portugal Continental (ZPE Aveiro/Nazaré) e pretende “reforçar a monitorização da captura acidental de aves marinhas e implementar medidas de redução da mortalidade de espécies que utilizam esta extensão da costa como zona de alimentação e repouso, contribuindo para a redução do risco de captura acidental e mortalidade de espécies como a Pardela-Balear, a ave marinha mais ameaçada da Europa, a Cagarra, o Alcatraz e a Negrola.”. avança a organização em comunicado.

Ao todo foram dez os projetos que apresentaram candidaturas ao fundo “InAqua”, criado com o objetivo de estimular o setor empresarial e a sociedade civil a envolverem-se ativamente na conservação dos ecossistemas aquáticos. Esta edição pretendeu apoiar projetos, a decorrer em Portugal, que contribuam para a conservação de aves marinhas, visando a melhoria do conhecimento sobre este grupo e promovendo a manutenção da biodiversidade existente.

Em 2015, o financiamento do “Fundo InAqua” contou com o apoio do Il Caffè di Roma, do Hard Rock Cafe Lisboa, da Event Network, da GlobalSea Travel e do 21º Super Bock Super Rock. Desde a sua primeira edição, em 2010, já angariou mais de 55 mil euros para fins de conservação.