Jardim Zoológico convida todos os visitantes a fazerem parte da “grande família”

Jardim Zoológico convida todos os visitantes a fazerem parte da “grande família”

No Dia Mundial da Família que se assinala esta sexta-feira, 15 de maio, o Jardim Zoológico convida os visitantes fazerem parte do “clã da morada mais selvagem de Lisboa”.

Esta família, constituída por uma grande diversidade de espécies, procura sensibilizar todos os que a visitam para a necessidade de conservar as espécies e os seus habitats. Segundo este parque, fazer parte deste núcleo passa por “compreender a mensagem divulgada que é divulgada, e por ajudar a levá-la mais longe, tornando-se porta-voz desta missão”.

Apadrinhar um animal é também uma “forma de ingressar nesta família e, deste modo, contribuir anualmente para a sua alimentação e bem-estar, assim como para a conservação da sua espécie”, refere em comunicado o Zoo. Para quem teve sempre o “sonho” de contribuir para um projeto nas montanhas do Cáucaso e apoiar a luta pela conservação de leopardos, defender o vulnerável Dragão-de-Komodo nas florestas da Indonésia ou lutar pela conservação de gorilas, chimpanzés e okapis, nas florestas tropicais húmidas da África Central, o parque garante que agora é possível fazê-lo sem sair do sofá.

Quem apadrinhar um animal nos dias 15, 16 e 17 de maio terá ainda a possibilidade de conhecer melhor o seu afilhado através de uma videochamada com o biólogo do Zoo. Estes encontros serão realizados em datas a confirmar.

Leopardos, gorilas, elefantes, araras, girafas, serpentes, flamingos, tartarugas, pelicanos, entre tantas outras das cerca de 300 espécies ao cuidado do Jardim Zoológico, aguardam ansiosamente por poder chamar-lhe padrinho.

Foto cedida pelo Jardim Zoológico