João Pedro Matos Fernandes é o novo ministro do Ambiente

João Pedro Matos Fernandes é o novo ministro do Ambiente

António Costa, ontem indigitado por Cavaco Silva para primeiro-ministro, já entregou em Belém os nomes que compõem o seu elenco governativo. O presidente da República aceitou a proposta que lhe foi apresentada para a constituição do XXI Governo, que conta com 17 ministros e 41 secretários de Estado, sendo em termos orgânicos um dos maiores desde 1976.

O ministro do Ambiente passa a ser João Pedro Matos Fernandes. Esta divisão, conta ainda, com secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes; secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins; secretária de Estado do Ordenamento do Território e da Conservação da Natureza, Célia Ramos; secretário de Estado da Energia, Jorge Seguro; secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Amândio Torres e secretário de Estado das Pescas, José Apolinário.

Luís Capoulas Santos assumirá as funções de ministro da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural. A pasta de secretário de Estado da Agricultura e Alimentação caberá a Luís Medeiros Vieira e a de secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural a Amândio Torres. Ana Paula Vitorino irá tutelar a pasta do Mar.

Mário Centeno assume a pasta das Finanças; Eduardo Cabrita a de ministro Adjunto do primeiro-ministro; Francisca Van Dunem será a nova ministra da Justiça; Constança Urbano de Sousa ocupará a tutela do ministério da Administração Interna; Pedro Nuno Santos será o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares; Tiago Brandão Rodrigues ficará com a pasta da Educação; Azeredo Lopes assume a da Defesa; Manuel Caldeira Cabral será ministro da Economia; Manuel Heitor é o nome indicado para a Ciência, Tecnologia e Ensino Superior; Vieira da Silva voltará à Segurança Social; Adalberto Campos Fernandes será responsável pela Saúde; Augusto Santos Silva tutelará a pasta dos Negócios Estrangeiros; Pedro Marques é apontado para o ministério do Planeamento e Infraestruturas (antiga pastas das Obras Públicas); João Soares é o escolhido para o ministério da Cultura e Maria Manuel Leitão Marques ficará com a pasta da Presidência e da Modernização Administrativa.