Jovens voluntários criam espaço ecológico em Sintra

Jovens voluntários criam espaço ecológico em Sintra

“Por um Planeta Melhor” foi o lema para uma ação de voluntariado jovem internacional, a “UrbanAct”, que decorreu em Agualva (Sintra), no período entre 4 e 19 de setembro, e se traduziu na criação de um eco-espaço no Centro Lúdico das Lopas. “O novo espaço ecológico divide-se em mini-hortas pedagógicas e numa área lounge com mobiliário urbano feito a partir de matérias recicladas”, pode ler-se numa nota divulgada pelos Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS do Sintra).

O Eco-Espaço Lopas está disponível desde a passada sexta-feira, tendo sido palco de uma conferência com apresentação dos resultados do trabalho dos voluntários e de uma conversa sobre o “Trabalho Técnico de Juventude para a Sustentabilidade em Espaços Comunitários”, numa iniciativa promovida pela YouthCoop – Cooperativa para o Desenvolvimento e Cidadania.

Esta segunda edição do “UrbanAct” contou com a participação de 12 jovens voluntários (sete portugueses, quatro italianos e um espanhol), com idades entre os 18 e os 30 anos, que, para além da criação do eco-espaço, promoveram a pintura do anfiteatro exterior do Centro Lúdico das Lopas.

Inserido no âmbito das atividades do Corpo Europeu de Solidariedade, assente na dinamização de voluntariado em equipas, o “UrbanAct” é uma intervenção que visa melhorar as condições e a oferta de atividades aos jovens de Agualva-Cacém, através da valorização do papel do Centro Lúdico das Lopas como espaço de sensibilização e desenvolvimento criativo, ambiental e cívico.

A iniciativa que assinalou a conclusão da intervenção, na passada sexta-feira, contou com a participação dos SMAS de Sintra, com distribuição de águas aromatizadas, para promover a qualidade da água da rede pública.

O “UrbanAct” é um projeto promovido pela YouthCoop, em parceria e com o apoio da Câmara Municipal de Sintra, da Junta de Freguesia de Agualva e Mira Sintra, do programa Corpo Europeu de Solidariedade, representado em Portugal pela Agência Nacional Erasmus+ Juventude em Ação, e do Instituto dos Missionários da Consolata, cuja Quinta do Castelo acolheu os voluntários ao longo da iniciativa.