KLM voa de forma sustentável para a cidade empreendedora de Växjö

KLM voa de forma sustentável para a cidade empreendedora de Växjö

Categoria Advisor, Empresas

A KLM – Royal Dutch Airlines voa, todos os dias e desde o início da semana, o mais sustentável possível para a cidade de Växjö, o novo destino na Suécia. Para isso, a KLM compra combustível bio-jet sustentável para utilizar nesta rota e compensa o total remanescente de emissões de dióxido de carbono de todos os voos, através do serviço CO2ZERO da KLM.

Pieter Elbers, presidente e CEO da KLM garante que a companhia: “Está profundamente empenhada em voar de forma tão amiga do ambiente quanto possível, por exemplo investindo em combustível bio-jet sustentável. Congratulo-me pelo facto de a KLM e o Växjö Småland Airport estarem a compensar conjuntamente as emissões totais de CO2 nos voos de e para Växjö. Isso faz de Växjö, o nosso destino mais sustentável, uma adição valiosa à rede da KLM. É mais um passo para tornar a aviação mais sustentável, sendo aqui crucial a cooperação com os parceiros locais. O apoio de outras empresas, governos e outras companhias aéreas é necessário se quisermos tornar a aviação verdadeiramente sustentável”.

Combustível Bio-jet 

A KLM utiliza o combustível bio-jet sustentável desde 2009, utilizando-o em parte em todos os voos a partir de Los Angeles, porque é o único local que dispõe de uma refinaria. Para tornar os voos para Växjö cada vez mais sustentáveis, a companhia aérea está a investir em 120.000 litros/ano de bio-jet combustível para o novo destino sueco. A KLM garante que vai comprar uma base de 5% de combustível bio-jet em todos os voos de/para Växjö.

O combustível bio-jet sustentável contribui, de forma significativa, para tornar a aviação mais sustentável, mas é duas a três vezes mais cara do que os combustíveis fósseis. Södra, a maior cooperativa sueca de proprietários florestais, em Växjö, vai ser o primeiro parceiro não-holandês do Programa KLM Corporate BioFuel. Em conjunto com Södra e a cidade de Växjö, a KLM e a SkyNRG vão ainda investigar a possibilidade de produzir combustível bio-jet na região em torno de Växjö.

Compensação de CO2 

Como ainda não é possível voar apenas com combustível bio-jet sustentável, a KLM e o Aeroporto Växjö Småland estão a unir forças para partilhar os custos pela compensação total de CO2 nos voos de/para Växjö. O dinheiro será canalizado para a iniciativa de reflorestamento CO2OL Tropical Mix no Panamá, um projeto “Padrão Ouro para as Metas Globais”. O projeto transforma prados degradados em florestas mistas, com a plantação de uma mistura de espécies de árvores nativas e algumas exóticas. Além disso, estas atividades criam empregos de longo-prazo, proporcionando assim uma fonte sustentável de rendimento para a população local.