Lagarta ataca pinheiros do Covelo e da Pasteleira

Lagarta ataca pinheiros do Covelo e da Pasteleira

Há uma série de árvores no Parque do Covelo, na freguesia de Paranhos, no Porto, que estão isoladas numa área condicionada, como medida de precaução, refere esta sexta-feira o Jornal de Notícias. Tudo por causa da lagarta do pinheiro, inseto que por esta altura ataca estas árvores enfraquecendo-as e provocando-lhes a morte.

Os utentes do parque, designadamente as muitas pessoas que vão ali passear os animais de estimação devem ter cuidado. É que a lagarta do pinheiro tem um efeito nocivo não só no contacto com os humanos, causando-lhes irritações na pele, nos olhos e no aparelho respiratório, mas também nos cães. Esta praga pode ainda provocar enfraquecimento e vertigens e, em situações extremas, levar à morte.

Contactado pelo JN, o Gabinete de Comunicação da Câmara do Porto esclareceu que “este problema é tratado preventivamente pela Autarquia”, explicando que esta é uma situação “generalizada em todo o país e normal nesta época do ano”. Acrescentou que também na Pasteleira, há árvores “já devidamente tratadas”.