Limites ameaçam futuro de pescadores

Limites ameaçam futuro de pescadores

As limitações à captura de sardinha – impostas para recuperar os stocks da espécie e garantir a sua exploração sustentável no futuro – são contestadas pela Associação Nacional de Pequena Pesca de Cerco, que diz temer o futuro de noventa pescadores. De acordo com o Jornal de Notícias, em causa estão os limites estabelecidos, em fevereiro, pela ministra do Mar, para a pesca de sardinha calibrada como T4, que Ana Paula Vitorino fixou nos 500 quilogramas por dia e barco.

“Pedimos que, dentro da escassez, nos dessem mais um pouco”, explica o presidente da associação.