Loulé assina compromisso de adaptação loca às alterações climáticas

Loulé assina compromisso de adaptação loca às alterações climáticas

No âmbito da realização do Seminário Final do Projeto ClimAdaPT.Local, teve lugar na passada sexta-feira, dia 9 de dezembro, no Auditório da Reitoria da Universidade de Coimbra, a assinatura da Carta de Compromisso da Rede Nacional de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas.

A Câmara Municipal de Loulé, representada pelo seu presidente, Vítor Aleixo, e pelas técnicas municipais, Inês Rafael e Lídia Terra, foi a primeira autarquia do país a assinar a Carta de Compromisso da recém-criada Rede.

A Rede Nacional de Municípios para a Adaptação Local às Alterações Climáticas foi formalmente criada através da assinatura da respetiva Carta de Compromisso por parte de 30 municípios portugueses. Durante o Seminário de encerramento do Projeto ClimAdaPT.Local foram ainda apresentadas as Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas (EMAAC) de cada um dos 26 municípios beneficiários do projeto.

Neste evento houve também lugar para a atribuição dos certificados aos 52 técnicos municipais envolvidos na elaboração da cada uma das Estratégias Municipais.

Recorde-se que o projeto ClimAdaPT.Local, que envolveu 26 autarquias de todo o País na definição de Estratégias Municipais de Adaptação às Alterações Climáticas, é uma iniciativa no âmbito do Programa AdaPT (gerido pela Agência Portuguesa do Ambiente), dinamizado por um consórcio constituído por entidades portuguesas e norueguesas (academias, empresas, ONG ́s e municípios), envolvidas em estudos, elaboração de estratégias e implementação de ações de adaptação, bem como no planeamento e gestão do território ao nível municipal e regional, e liderado pela Fundação da Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa (FFCUL).