Maioria dos jovens europeus consideram os veículos eficientes prioridade para o futuro

Categoria Advisor, Investigação

Jovens europeus desejam um futuro amigo do ambiente e consideram que os benefícios dos veículos sustentáveis vão ajudar a alcançar esta realidade. De acordo com os novos resultados do estudo “ThinkGoodMobility” realizado pela Goodyear Dunlop Tires Europe (GDTE) em associação com a ThinkYoung, a maioria (59,3%) dos entrevistados prevê que nos próximos dez anos o maior desafio para a indústria automóvel é a construção de automóveis sustentáveis com um foco em tecnologia respeitadora do ambiente.

O estudo “ThinkGoodMobility” baseou-se num inquérito realizado a mais de 2.500 estudantes universitários de ciências, tecnologia, engenharia, arte , design e matemática, com idades compreendidas entre os 18 e os 30 anos e oriundos de doze países, o que serviu para dar voz aqueles que “vão de facto moldar o futuro da mobilidade em 2025”, lia-se em comunicado. Com o objetivo de ajudar esta geração a avançar e compreender as vantagens que a mobilidade futura pode trazer, este estudo forneceu perspetivas abrangentes sobre o que consideram ser os maiores desafios bem como as medidas de desenvolvimento correspondentes em termos de mobilidade.

Confrontados com uma população em constante expansão e, consequente, com o aumento dos transportes rodoviários, quando questionados acerca dos esforços de sustentabilidade na indústria automóvel e sistemas de transporte em 2025, quase metade dos jovens (49%) acredita que os veículos eficientes em termos de consumo de combustível devem ser uma das áreas primárias de interesse.Esta percentagem é superior aos 27% que consideram o investimento nos sistemas de transporte público de máxima prioridade. Isto significa que, os jovens europeus, esperam melhorias na sustentabilidade em geral dos sistemas de transporte, mas não querem que a liberdade de escolha e de movimentos que desfrutam agora seja restringida no futuro. De facto, a maioria dos entrevistados (85%), acredita que possuirá um automóvel dentro de dez anos.Entre as prioridades no que diz respeito à sustentabilidade para a próxima década também é focado o desenvolvimento de tecnologia inteligente para veículos eficientes (24,1%) e pneus respeitadores do ambiente e adaptativos (18,1%). Quando questionados, ainda, sobre quais as características que mais gostariam de ver nos pneus do futuro, a segunda característica mais comum é o gosto pela eficiência em termos de consumo de combustível (32,9%).

“Os jovens europeus não querem que as gerações futuras os considerem como a geração que ficou passiva”, afirmou Jean-Pierre Jeusette, Diretor Geral do Centro de Inovação da Goodyear em Luxemburgo. “As pressões ambientais irão inevitavelmente aumentar à medida que nos aproximamos de 2025 e os jovens esperam que a indústria automóvel e de pneus liderem o caminho no que diz respeito à procura de soluções para o desafio das emissões.