Mêda com projeto de barragem para regadio que custa 10 milhões de euros

Mêda com projeto de barragem para regadio que custa 10 milhões de euros

A Câmara Municipal de Mêda, no distrito da Guarda, vai candidatar a fundos comunitários a construção de uma barragem que servirá para regar uma importante zona agrícola do concelho, disse hoje à agência Lusa o seu presidente. Segundo o autarca Anselmo Sousa (PS), a barragem de regadio, considerada “muito importante” para o concelho, é “um projeto já antigo”, que o atual executivo municipal recuperou, tendo em conta a sua importância para o desenvolvimento do setor agrícola. A construção do equipamento hídrico tem um custo estimado de 10 milhões de euros, indicou.

“Como sabemos que uma das prioridades deste Governo são as barragens e os regadios, há boas perspetivas de vermos aprovado esse projeto”, vaticina o responsável.

Anselmo Sousa disse à Lusa que, a concretizar-se a construção da barragem para fins agrícolas, constituiria uma mais-valia para a Mêda, porque sendo um concelho onde “a agricultura é preponderante”, seria uma forma de atrair “pequenos e médios investidores” para aquele território do interior do país.

O autarca vaticina que a sua construção iria “captar bastante investimento” para o concelho, “ao nível dos jovens que querem apostar na agricultura”. Explicou ainda que a barragem “iria servir à volta de 200 hectares”, nas freguesias de Coriscada, Barreira e Marialva.

O projeto da barragem já está elaborado e a Câmara Municipal de Mêda está a “fazer a candidatura”, para que a sua execução seja apoiada por fundos comunitários, referiu ainda o seu presidente.

O concelho de Mêda, no distrito da Guarda, situado numa zona montanhosa de transição entre o Planalto Beirão e o Alto Douro, tem cerca de 296 quilómetros quadrados de área, 11 freguesias e uma população que ronda os 5.202 habitantes, segundo a autarquia.

Foto de Câmara Municipal de Mêda