Meia tonelada de lixo recolhida no Estuário do Douro como cenário para “I can’t see the sea”

by Rita Inácio | 28 Setembro 2018 13:11

A partir de amanhã, o Fórum Internacional Gaia Todo um Mundo apresenta um programa de quatro dias que chama a sociedade civil a pensar e a discutir o desenvolvimento sustentável. “I can’t see the sea[1]” é a performance que serviu de mote para a recolha de meia tonelada de lixo da Reserva Natural do Estuário do Douro, servindo de cenário para um momento artístico que espelha a poluição das águas marítimas.

Da autoria dos artistas Maurícia Barreira Neves e Jhonny Aguiar, a performance deu o mote para uma colaboração com a AMO Portugal – Associação Mãos à Obra Portugal que, juntamente com o movimento Limpar Portugal (World Cleanup Day 2018), levou a cabo a recolha de lixo no passado dia 15 de setembro.

Até dia 30, o Centro Histórico de Vila Nova de Gaia é palco de debate de vários temas relacionados com os recursos hídricos, a sustentabilidade e as soluções para Todo um Mundo assente em cooperação e equilíbrio. Da música às artes visuais, do cinema ao pensamento, Gaia é o centro de discussão de um futuro sustentável.

Endnotes:
  1. I can’t see the sea: http://gtm.cm-gaia.pt/pt/eventos/performance/95-i-can-t-see-the-sea#.W64pUGhKg2w

Source URL: https://www.ambientemagazine.com/meia-tonelada-de-lixo-recolhida-no-estuario-do-douro-como-cenario-para-i-cant-see-the-sea/