Mercadona assinala um ano sem microesferas de plásticos na Perfumaria

Mercadona assinala um ano sem microesferas de plásticos na Perfumaria

Categoria Advisor, Empresas

Sementes, sal marinho, sílica, entre outros, são alguns dos ingredientes que, em 2019, vieram retirar as microesferas de plásticos das formulações de cremes e exfoliantes da Mercadona. A empresa assinala, assim, um ano sem microesferas de plásticos na secção da Perfumaria, uma das mais conhecidas e reconhecidas pelos “Chefes” (como chama os seus clientes) tanto em Espanha como em Portugal, refere em comunicado.

Esta medida, segundo a Mercadona, foi aplicada nos produtos de cosmética, mantendo a qualidade de sempre, tornando-os agora mais sustentáveis e amigos do ambiente, numa ação da empresa implementada já com vista a uma estratégia de futuro, anunciada em setembro como Estratégia 6.25. Este movimento permitiu uma poupança de 10 toneladas de plástico, em 2019, em toda a cadeia (Portugal e Espanha).

Já em 2015, a Mercadona realizou um importante avanço nesta área ao eliminar os parabenos da formulação dos seus produtos de perfumaria. O Gel de Duche Exfoliante, o Exfoliante Facial e o Bálsamo Capilar são alguns dos exemplos de produtos nos quais a empresa eliminou as microesferas de plástico.

Aposta transversal na sustentabilidade

Paralelamente a esta aposta, a Mercadona vem ampliando o seu compromisso para com as questões de sustentabilidade de uma forma transversal. Para o materializar, a empresa apostou, recentemente, na implementação da Estratégia 6.25, modelo que define seis ações com um triplo objetivo até 2025: eliminar os sacos de plástico de uso único em todas as secções; eliminar os descartáveis de plástico de uso único; diminuir em 25% o plástico das embalagens; promover o desenvolvimento de embalagens recicláveis/compostáveis; reciclar os resíduos de plástico gerados nas loja e, ainda, formar e informar os clientes de como se deve efetuar a separação correta dos resíduos, através de informação nas embalagens e nas lojas. São estas as linhas estratégicas em que a Mercadona apostará para conseguir, em 2025, uma redução de 25% do plástico, ter todas as embalagens de plástico recicláveis e, ainda, reciclar todos os resíduos de plástico.

Refira-se que, apesar de a meta global se fixar em 2025, o compromisso da Mercadona para com estas questões está já bastante enraizado na política do grupo. A este nível, saliente-se que a Mercadona recicla 100% das embalagens de cartão e plástico que usa, um total de 220.000 toneladas. Paralelamente à redução de plástico, a Mercadona aposta em outras áreas – igualmente prioritárias –, como é o caso da eficiência energética, da gestão responsável de resíduos ou ainda da produção e da logística sustentável. Neste último caso, refira-se que a empresa tem apostado na otimização de rotas e uso de energias renováveis.

Em Portugal, a Mercadona integra o Pacto Português para os Plásticos, plataforma colaborativa que pretende fomentar a Economia Circular dos plásticos em Portugal e evitar que estes se transformem em resíduos, iniciativa liderada pela Smart Waste Portugal, da qual a Mercadona também faz parte.