Metade da Terra poderá ser deserto

Metade da Terra poderá ser deserto

Mais de metade da superfície terrestre poderá tornar-se numa zona árida no ano de 2100, se as emissões de gases poluentes continuarem ao ritmo atual, mantendo-se elevadas.

Num estudo publicado na revista “Nature Climate Change”, cientistas da universidade chinesa de Lanzhou afirmam que esse processo terá um especial impacto nos países em vias de desenvolvimento.

As alterações climáticas, o crescimento da população e a ampliação das cidades são os fatores responsáveis pelo processo. Se as emissões de gases com efeito de estufa continuarem a atual trajetória, o Instituto Tecnológico do Massachusetts avisa que as ondas de calor extremas no Golfo Pérsico, em cidades como Abu Dabi, Dubai e Doha serão um desafio à “sobrevivência humana”.