Metro de Lisboa adere à declaração da UITP “Um Planeta, Um Plano”

by Inês Gromicho | 26 Setembro 2019 11:05

No passado dia 6 de setembro, teve lugar em Barcelona o Fórum de Líderes, promovido pela Associação Internacional de Transportes Públicos (UITP) da qual o Metropolitano de Lisboa é membro associado há 61 anos, ainda antes de iniciar o seu serviço público. Este evento contou com a participação dos responsáveis de 40 organizações de transporte público de 23 países, para um debate sobre temas relacionados com a mobilidade urbana sustentável, do qual resultou uma declaração comum sobre o combate às alterações climáticas e o compromisso, por parte destes operadores de transporte, em fornecer soluções sustentáveis de mobilidade urbana a milhões de passageiros de todo o mundo, com o objetivo urgente de redução de gases de efeito estufa em 45% na próxima década e a compensação de emissões zero até 2050.

O Fórum de Líderes da UITP, no qual o Metropolitano de Lisboa teve uma participação ativa, apelou aos líderes políticos para a implementação de um plano configurado em quatro etapas distintas:

1. Dar prioridade a ruas acessíveis, seguras, respiráveis e caminháveis, a partir do planeamento urbano;

2. Fortalecer o papel do transporte público como a espinha dorsal de todos os serviços de mobilidade;

3. Garantir apoios financeiros para mais investimento em veículos elétricos e outros veículos movidos a combustível limpo, de forma a reduzir as emissões de gases prejudiciais ao ambiente;

4. Garantir que as fontes de energia renováveis estejam acessíveis e que são atribuídos apoios para a construção de instalações de energia renovável.

A participação do Metropolitano de Lisboa no Fórum de Líderes consubstancia, desta forma, um compromisso em fornecer soluções progressivamente mais sustentáveis de mobilidade urbana aos cerca de 600 mil clientes que diariamente transporta na sua rede.

A preocupação do Metropolitano de Lisboa pelas causas ambientais não é recente. A empresa tem implementado um Sistema de Gestão de Qualidade e Ambiente, que se rege por um conjunto de pressupostos, comprometendo-se, desde há vários anos, a identificar e avaliar os aspetos e impactos ambientais e a implementar medidas, com vista a minimizar os aspetos ambientais significativos negativos e maximizando os impactos ambientais positivos.

O Metropolitano de Lisboa é, também, certificado em Qualidade e Ambiente, pelas normas NP EN ISO 9001:2015 e NP EN ISO 14001:2015, adotando todas as práticas sustentáveis com que se comprometeu, implementando outras medidas que contribuem para a sua atuação sustentável.

O Metropolitano de Lisboa assume os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável como parte integrante da sua estratégia de sustentabilidade. Enquanto empresa socialmente responsável e vocacionada para a promoção da sustentabilidade assume publicamente o seu compromisso para com o Desenvolvimento Sustentável, integrando na sua estratégia três dos Objetivos (ODS) da Agenda 2030 de Desenvolvimento Sustentável da ONU – Igualdade de Género, Indústria, Inovação e Infraestruturas e Ação Climática comprometendo-se, igualmente, com o cumprimento de metas para cada objetivo.

O Metropolitano de Lisboa contribui, assim, de forma efetiva, para a sustentabilidade da área metropolitana em que se insere, ao proporcionar níveis adequados e com qualidade do serviço de transporte público que diariamente presta aos seus clientes, com um reduzido impacto ambiental, otimizando, de forma adequada, os recursos disponíveis e contribuindo para a manutenção de um planeta mais verde.

Source URL: https://www.ambientemagazine.com/metro-de-lisboa-adere-a-declaracao-da-uitp-um-planeta-um-plano/