Ministro do ambiente apresenta relatório sobre poluição no Rio Tejo

Ministro do ambiente apresenta relatório sobre poluição no Rio Tejo

O ministro do ambiente, João Pedro Matos Fernandes, apresenta, este sábado, na Câmara Municipal de Vila Velha de Ródão, o Relatório da Comissão de Acompanhamento sobre a Poluição no Rio Tejo, anunciou o governo em comunicado.

A bacia hidrográfica do rio Tejo representa 28% da superfície do continente português, constituindo um ecossistema vital para o país e um importante recurso para a vivência e economia de cerca de 3 milhões de habitantes. Com efeito, “os problemas de poluição nesta região são objeto de preocupação deste Governo e assumem-se como uma prioridade”, lê-se na nota enviada à comunicação social.

Sabe-se que, no decurso dos últimos 20 anos, e por via de diversas medidas e construção de infraestruturas, a qualidade da água melhorou significativamente. Porém, e de acordo com a mais recente avaliação, cerca de 50% das massas de água estão ainda com estado inferior a Bom, na classificação da DQA (Diretiva Quadra da Água), o que exige a tomada de novas medidas de combate e resolução.

Nesta sequência, foi criada a Comissão de Acompanhamento sobre a Poluição no rio Tejo, responsável pela avaliação e diagnóstico de situações com impacte direto no rio Tejo e seus afluentes, bem como pela elaboração e execução de estratégias de atuação conjunta e partilhada entre entidades para fazer face aos fenómenos de poluição.

Foi ainda designado, a esta Comissão, a elaboração de um relatório que apresente os resultados do trabalho desenvolvido até à data, a identificação dos elementos poluidores, medidas que atuem no combate e resolução dos problemas de poluição e recomendações que operem no sentido de otimizar a capacidade de atuação da Administração face aos problemas identificados.