Ministro do Ambiente consulta personalidades portuguesas sobre como valorizar questões de sustentabilidade pós-Covid

Ministro do Ambiente consulta personalidades portuguesas sobre como valorizar questões de sustentabilidade pós-Covid

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, solicitou a duas dezenas de personalidades portuguesas que se pronunciassem sobre o modo como podemos valorizar as questões da sustentabilidade ambiental na saída da crise provocada pelo Covid-19.

Na missiva que lhes dirigiu, o ministro nota que, “apesar dos constrangimentos imediatos, em que a ação do nosso e de outros países é proteger a vida dos seus concidadãos, há oportunidades na saída da crise. Oportunidades para mudarmos o nosso modo de vida e construirmos uma sociedade mais justa, mais equilibrada e mais sustentável”.

Entre as personalidades consultadas, contam-se especialistas na área dos resíduos, do abastecimento de água e saneamento, da energia, da biodiversidade e da mobilidade. Do lote de experts fazem parte gestores, professores universitários, economistas, investigadores e ativistas ambientais.

A estas personalidades, o ministro pediu que os contributos fossem organizados em torno de três perguntas:

– Como olha para esta crise e quais são as ameaças e as oportunidades que identifica no domínio ambiental e da sustentabilidade?

– O que fazer para concretizar as oportunidades que identificou e de que forma a “economia verde” pode contribuir para a criação de riqueza e de bem-estar?

– Quais lhe parecem ser os contributos necessários dos atores principais (Exemplo: ONU, líderes políticos europeus ou nacionais, responsáveis do setor financeiro, empresários…) e os recursos críticos que temos de alocar para o desenvolvimento de uma política ativa, que desenvolva e economia de forma a garantir que não ultrapassamos os limites dos sistema naturais?

Recebidos os contributos, o Ministério do Ambiente e da Ação Climática tem a intenção de os aproveitar para a estratégia a seguir e de os partilhar com a generalidade da sociedade portuguesa.

Personalidades consultadas:

  • João Pedro Lopes, diretor associado do INESC-TEC
  • Graça Martinho, professora universitária

  • Pedro Santos Guerreiro, jornalista
  • José Sá Fernandes, vereador da Câmara Municipal de Lisboa

  • Francisco Ferreira, professor universitário e ambientalista
  • Júlia Seixas, professora universitária

  • Viriato Soromenho Marques, professor universitário e ambientalista
  • Helena Freitas, professora universitária

  • Carlos Pimenta, gestor
  • Jaime Melo Batista, investigador-coordenador do LNEC

  • António Mexia, CEO EDP
  • António Saraiva, presidente CIP

  • José Manuel Viegas, professor universitário

  • Ângelo Ramalho, CEO da EFACEC

  • Alfredo Marvão Pereira, professor universitário

  • Miguel Bastos Araújo, professor universitário

  • João Joanaz de Melo, professor universitário e ambientalista

  • Sofia Santos, especialista em Financiamento Sustentável

  • João Ferrão, professor universitário

  • Carlos Gomes da Silva, CEO GALP

  • Isabel Furtado, presidente da COTEC