Mora tem a água mais barata do país

Mora tem a água mais barata do país

Categoria Águas, Ambiente

O município de Mora é o concelho com a água mais barata do país, de acordo com um estudo da Deco. A fatura da água mantém preços diferentes consoante o município, uma situação que continua a acontecer após o anterior Governo ter avançado com a agregação das regiões, alertou então a Deco.

No estudo, a Associação para a Defesa do Consumidor fala numa diferença de 400 euros anuais entre o município com a fatura da água mais cara e o que tem a fatura mais barata.

“Tendo em conta a tarifa fixa que é aplicada a cada um dos serviços e tarifa variável aplicada para um consumo de água de 10 metros cúbicos mensal, o município que paga mais é a Trofa [distrito do Porto]. Os residentes de Trofa pagam 501 euros pelos três serviços que vêm na factura da água e depois Mora [distrito de Évora] paga o valor mais baixo a nível nacional nesta amostra que nós realizamos, 103 euros”, explicou Antonieta Duarte, responsável pelo estudo.

Segundo o presidente da edilidade morense, Luís Simão, o facto de o seu município ter a água mais barata explica-se por “entendermos que se trata de um bem essencial, de primeira necessidade, a que todos devem ter acesso independentemente dos seus rendimentos”, acrescentando que “aqui a água é nossa, não entrámos em sistemas agregados e é a câmara que gere todo o sistema tentando, no entanto, que as receitas sejam superiores aos encargos”.

Em entrevista à PROTESTE, o secretário de Estado do Ambiente, Carlos Martins, reconhece as diferenças mas afirma que a agregação dos sistemas multimunicipais, não é “um instrumento adequado” para promover a harmonização das tarifas da água em Portugal.

O estudo da Deco concluiu ainda que 32 municípios não aplicam o tarifário social para famílias com carências económicas.