Movimento quer pôr termo à poluição nas festas

Movimento quer pôr termo à poluição nas festas

O movimento “Não Lixes…”, que combate a poluição nas festas académicas, em Coimbra, tem em curso a sétima campanha de sensibilização ambiental, intitulada “Eu escolhi não lixar… a minha Latada”, noticiou hoje o Jornal de Notícias. O objetivo é reduzir o lixo atirado para o chão e travar o furto de carrinhos de compras para transportar bebidas ao longo do cortejo.

A festa das Latas arranca hoje e prolonga-se até domingo. A adoção de um kit com caneca e mochila para evitar o recurso a copos de plásticos e carros de supermercado, é a proposta do movimento, explicou ao JN o dinamizador, Fernando Jorge Paiva.

A campanha estendeu-se às redes sociais e foi criada a hastag “kit latada”.

No domingo volta a haver um ponto de recolha de carrinhos no Largo da Portagem para impedir que sejam lançados ao rio, como costumava suceder. Mas essa é a única melhoria que Fernando Paiva deteta, ao quarto ano de luta.

O dinamizador lamenta que os estudantes tenham “comportamentos excessivos no que toca à poluição que fazem”, e recorda que, na Latada de 2015, o movimento recolheu 1046 carrinhos com a ajuda da PSP e de seguranças de hipermercados. Além de que duplicou o lixo no fim do cortejo da Queima das Fitas deste ano.