Municípios em negociações com EDP para modernização da iluminação pública

Municípios em negociações com EDP para modernização da iluminação pública

Categoria Ambiente, Energia

Os contratos de concessão assinados entre as autarquias e a EDP devem sofrer uma adenda no que toca à iluminação pública. O presidente da Associação Nacional de Municípios Portugueses (ANMP), Manuel Machado, anunciou ontem que “dentro em breve serão formalizados os procedimentos para que a iluminação pública seja modernizada e que a manutenção dos velhos equipamentos vá sendo substituída pelas novas tecnologias”.

segundo o Público, após a reunião do conselho diretivo da ANMP, em Coimbra, Machado explicou que as negociações para a alteração ao contrato já em vigor incluem “novas tecnologias de iluminação pública, quer de poupança de energia quer de proteção do ambiente”.

A EDP confirmou ao jornal a existência de negociações para renovar algumas cláusulas do contrato de concessão, como a instalação de equipamentos mais modernos “com vista às necessidades de eficiência energética e de economia de recursos”.

“Uma parte da iluminação deste país é de mercúrio, o que está ao arrepio das diretivas comunitárias e isso prejudica o ambiente”, lembra Manuel Machado, exemplificando assim uma das alterações incluídas nas negociações com a energética.

Este tipo de lâmpadas (de vapor de mercúrio) consome mais energia e aumenta a faturação da empresa, pelo que os municípios desejam também, desta forma, ver “reduzido o custo da iluminação pública”, salvaguardando também “questões ambientais”, através da instalação de luminárias com novas tecnologias, afirma.