Nova ministra dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique quer expandir rede elétrica

Nova ministra dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique quer expandir rede elétrica

A nova ministra dos Recursos Minerais e Energia de Moçambique, Letícia da Silva Klemens, apontou hoje a expansão da rede elétrica por todo país como “o principal objetivo” no seu mandado.

Além da expansão da rede elétrica, com destaque para as zonas mais isoladas, onde vive a maior parte da população, Letícia da Silva Klemens disse, à margem da cerimónia do 30.º aniversário da morte do primeiro Presidente moçambicano, Samora Machel, que o seu Executivo procurará garantir uma exploração sustentável dos recursos naturais.

Nas suas declarações aos jornalistas, a nova governante, que foi empossada pelo Presidente da República na terça-feira, declarou ter noção de que o Ministério que dirige é “bastante importante para o desenvolvimento de Moçambique”.

Moçambique possui uma das maiores reservas de gás natural do mundo, mas o calendário da sua exploração ainda não foi determinado pelos dois consórcios, liderados pela norte-americana Anadarko e pela italiana ENI, refere o comunicado da Agência Lusa.

Letícia da Silva Klemens substitui Pedro Couto, exonerado em agosto do cargo de ministro dos Recursos Minerais e Energia e indicado, no mesmo dia, para presidente do Conselho de Administração da Hidroelétrica de Cahora Bassa.

Até a data da sua nomeação, Letícia da Silva Klemens ocupava o cargo de presidente da mesa da Assembleia Geral do Millennium bim, além de liderar a Associação das Mulheres Empresárias e Empreendedoras Moçambicanas.