ONG Mundial reconhece liderança da C&A na utilização de fibras e materiais sustentáveis

ONG Mundial reconhece liderança da C&A na utilização de fibras e materiais sustentáveis

Categoria Advisor, Empresas

A empresa retalhista de moda C&A recebeu o reconhecimento da Textile Exchange “pela sua liderança global, no que diz respeito à estratégia de seleção e utilização de fibras e materiais sustentáveis, gestão de cadeia de fornecedores têxtil e compromisso com o consumidor”, lê-se na nota enviada à imprensa.

O relatório “2018 Preferred Fiber and Material Benchmark Annual Insights Report”, da Textile Exchange, apresentado na semana passada, concede à C&A, juntamente com outras marcas de moda, um prestigioso lugar no “Círculo de Líderes” da indústria da moda multisetorial.

“Estamos muito felizes com a nova abordagem adotada pela Textile Exchange, passando de uma classificação das empresas exclusivamente de acordo com critérios de volume, para um reconhecimento das marcas pela sua liderança holística na utilização de fibras e materiais sustentáveis. O novo “Círculo de Líderes” pretende distinguir marcas que se destacam para além do volume, que adotam estratégias com materiais holísticos e impactantes e uma nova era de preferência de fibras e de mudanças na escolha da proveniência dos materiais”, comentou Jeffrey Hoque, chief sustainability officer da C&A.

Além disso, a C&A destaca-se pela” sexta vez como o maior utilizador de algodão orgânico certificado do mundo”. Segundo a nota, em 2017, 40% das roupas de algodão vendidas pela marca eram de algodão orgânico certificado. Também foi reconhecida como o “terceiro maior utilizador de algodão mais sustentável, incluindo algodão obtido a partir da iniciativa Better Cotton Initiative (BCI)”. E alcançou o “segundo lugar nas Fibras Celulósicas Sintéticas (o que inclui viscose, modal e Lyocell), demonstrando o compromisso da marca com a obtenção de fibras não provenientes de florestas milenárias e ameaçadas, e de acordo com a iniciativa Canopy Style Initiative”.

“A C&A implementou programas de sustentabilidade vanguardistas e o seu compromisso com a utilização de materiais mais sustentáveis é uma contribuição fundamental para uma indústria têxti mais sustentável”, refere Liesl Truscott, diretor of European and Materials Strategy da Textile Exchange.

Das 111 marcas participantes nas 8 categorias, a C&A encontra-se no grupo dos 10 primeiros, com quatro lugares no grupo dos três primeiros:

  • Círculo de Líderes para Moda Multissetorial
  • Número 1 por volume em algodão orgânico
  • Número 3 por volume na utilização preferencial de Algodão
  • Número 4 por volume na utilização preferencial de Lyocell
  • Número 1 por volume na utilização preferencial de Celuloses Sintéticas
  • Número 6 por volume na utilização preferencial de penas
  • Número 5 por crescimento de Volume em Lyocell
  • Número 8 por crescimento de volume em penas

A classificação foi anunciada na Textile Sustainability Conference, na semana passada, em Milão, Itália. No seu relatório anual, a Textile Exchange compara os dados dos materiais sustentáveis de 111 empresas, incluindo as principais cadeias retalhistas de moda do mundo.