Opinião: A “Fábrica do Lixo”

by Cristiana Macedo | 21 Julho 2021 15:20

Tenho acompanhado, ao longe, mas com atenção, a polémica, mais comum que inusitada, com a construção pretendida de uma unidade de valorização de biorresíduos, por parte da Ambisousa – Empresa Intermunicipal que gere o sistema em alta de resíduos sólidos urbanos dos municípios do Vale do Sousa.

Os argumentos que a acompanham, obviamente exacerbados pela proximidade de eleições autárquicas, são já velhos conhecidos de todos e, devidamente, misturados com muita desinformação, mitos e até mesmo “fake news” (como agora se chama às mentiras e boatarias que se lançam por aí).

A gestão de resíduos, sempre foi e sempre será uma dor de cabeça, pois todos produzimos lixo, mas isso não nos coíbe de achar que assim que os depositamos num qualquer contentor, ou mesmo quando “delicadamente” os abandonamos ao lado do maldito contentor ou numa qualquer triste esquina, eles automaticamente desaparecem, sem estarmos disponíveis para pagar um cêntimo que seja pela sua recolha e tratamento.

Mas voltando à polémica inicial, pelos vistos a muito sinistra Ambisousa quer construir uma “fábrica do lixo” em Baltar, freguesia do município de Paredes, apesar da população “zero waste” de Baltar não querer levar com o lixo dos penafidelenses (por exemplo), apesar destes acolherem no seu território um aterro sanitário que serve todos os municípios do sistema.

Este fenómeno está mais que estudado e documentado e encontra no acrónimo anglo-saxónico “NIMBY (Not In My Back Yard)” a sua descrição simples, mas completa. Todos somos contra as alterações climáticas, todos reciclamos, ninguém produz resíduos, portanto os outros que os produzem que levem com os aterros, as incineradoras, as unidades de valorização orgânica, os ecocentros ou, até mesmo, com os simples postos de limpeza para cantoneiros e materiais de limpeza e varredura.

Esta discussão, de contornos trágicos e que nos traz à memória a triste realidade das lixeiras espalhadas pelas arribas deste país e os problemas com as localizações dos aterros sanitários da década de 90, ganha especial pertinência neste período, uma vez que as infraestruturas existentes, atualmente, no país não têm a capacidade para o que aí vem com a recolha seletiva de biorresíduos.

Muitos municípios, e bem, decidiram aproveitar o, ainda que parco, financiamento do Fundo Ambiental, para desenvolverem planos para a recolha seletiva de biorresíduos no seu território. A questão que se coloca mesmo é o que fazer com eles assim que o camião do lixo estiver cheio e temo que o país não estará preparado para isso por falta de infraestruturas de valorização. É o que se chama construir a casa pelo telhado.

A obrigatoriedade de recolha de biorresíduos e o seu desvio de aterro só existirá se existirem no terreno as correspondentes infraestruturas para valorização. Ora, o exemplo que nos chega de Baltar não augura nada de bom.

Perante isto, importa perguntar: o que fará o Governo e o que fará a Autoridade Nacional de Resíduos para (i) assegurar que as infraestruturas vão existir em tempo útil e (ii) para que existam localizações para a sua construção? Vai ser no quintal de quem?

Todos os meses, Pedro Vaz marcará presença na Ambiente Magazine para dar a sua opinião sobre políticas ambientais e outros assuntos ligados ao meio ambiente.

Leia mais na Ambiente Magazine:

Endnotes:
  1. Opinião: “Oportunidade falhada”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-oportunidade-falhada/
  2. Opinião: “O Decreto-Lei n.º 102-D/2020, de 10 de dezembro”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-oportunidade-falhada/
  3. O artigo 37.º do novo RGGR: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-o-artigo-37-o-do-novo-rggr/
  4. Ajustar os poderes da regulação: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-ajustar-os-poderes-da-regulacao/
  5. Atribuição automática da tarifa social nos serviços de Águas e Resíduos: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-atribuicao-automatica-da-tarifa-social-nos-servicos-de-aguas-e-residuos/
  6. PDEC – Processo de Descapitalização Em Curso nos SGRU: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-atribuicao-automatica-da-tarifa-social-nos-servicos-de-aguas-e-residuos/
  7. “PACTA SUNT SERVANDA”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-pacta-sunt-servanda/
  8. Comportamentos: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-comportamentos/

Source URL: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-a-fabrica-do-lixo/