Opinião: SDR, da teoria à prática. Brevíssimo Exemplo.

by Cristiana Macedo | 4 Outubro 2021 09:33

Têm estado no terreno alguns projetos-piloto de SDR (Sistema de Depósito com Retorno), através da introdução em várias localizações de máquinas RVM (Reverse Vending Machine). Um deles é o projeto do consórcio APIAM/PROBEB/APED, “Bebidas + Circulares”, em parceria com o município de Lisboa e, indiretamente, com a Valorsul.

Recentemente, foram dados a conhecer alguns dados relativos ao projeto que tem em Lisboa (mercados e superfícies comerciais) 11 máquinas de RVM. Das notícias, vindas a público, ficámos todos a saber que foram recolhidas cerca 1,2 milhões de embalagens (presumivelmente PET e latas de alumínio) o que corresponde a cerca de 64 toneladas desde novembro de 2020 (9 meses). Foi ainda comunicado que cada máquina processou diariamente 400 embalagens.

Tendo em conta estes números e de acordo com os dados conhecidos relativamente a 2019 (usarei o ano de 2019 por ser aquele que não tem as distorções derivadas da pandemia), o município de Lisboa recolheu em 2019 (12 meses), sem o incentivo das RVM, cerca de 973 toneladas de PET, o que significa que só em Lisboa, para as quantidades atuais e sem qualquer aumento, seriam necessárias cerca de 170 máquinas de RVM para o PET, excluindo alumínio.

Isto coloca-nos várias questões, mas enumerarei apenas duas:

Não coloco em causa a existência de um sistema, conhecido por todos como tara, que trará um incentivo aos cidadãos para terem o comportamento correto, mas haverá recursos para financiar toda uma cadeia de logística, para além das já existentes, dos municípios e dos SGRU? Os cidadãos terão a noção que o valor que irão receber com a devolução das embalagens será cobrado adicionalmente aos preços já praticados no futuro?

Os SGRU investiram anos e avultados recursos financeiros e logísticos para termos o que hoje existe, especialmente os municípios com recolha seletiva porta-a-porta e agora pretende-se criar novas cadeias de recolha e encaminhamento, desconexas do investimento feito no passado e no presente, com, ao que parece, aumentos significativos nas emissões de CO2, fruto da teimosia de se querer impor uma realidade de outras realidades.

Quem acha que este sistema vai incentivar o cidadão comum a modificar o seu comportamento é porque não tem visto as máquinas em funcionamento. Este sistema vai levar apenas a uma substituição dos meios até agora colocados à disposição dos cidadãos – ecopontos e recolha porta-a-porta – e o regresso em força da atividade ilegal de catadores, que sabemos continuar a existir, mas até há bem pouco tempo reduzida ao fluxo papel em função da variação do preço da tonelada.

Todos os meses, Pedro Vaz marcará presença na Ambiente Magazine para dar a sua opinião sobre políticas ambientais e outros assuntos ligados ao meio ambiente.

Leia mais na Ambiente Magazine:

Endnotes:
  1. Opinião: “Oportunidade falhada”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-oportunidade-falhada/
  2. Opinião: “O Decreto-Lei n.º 102-D/2020, de 10 de dezembro”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-oportunidade-falhada/
  3. O artigo 37.º do novo RGGR: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-o-artigo-37-o-do-novo-rggr/
  4. Ajustar os poderes da regulação: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-ajustar-os-poderes-da-regulacao/
  5. Atribuição automática da tarifa social nos serviços de Águas e Resíduos: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-atribuicao-automatica-da-tarifa-social-nos-servicos-de-aguas-e-residuos/
  6. PDEC – Processo de Descapitalização Em Curso nos SGRU: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-atribuicao-automatica-da-tarifa-social-nos-servicos-de-aguas-e-residuos/
  7. “PACTA SUNT SERVANDA”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-pacta-sunt-servanda/
  8. Comportamentos: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-comportamentos/
  9. A “Fábrica do Lixo”: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-a-fabrica-do-lixo/

Source URL: https://www.ambientemagazine.com/opiniao-sdr-da-teoria-a-pratica-brevissimo-exemplo/