Países da UE falham em travar comércio ilegal de madeira

Categoria Home

Mais de um ano após a entrada em vigor da lei sobre o comércio de madeira da UE (União Europeia), e depois da Comissão Europeia (CE) ter publicado os preocupantes resultados da sua avaliação acerca da implementação da lei, uma pesquisa realizada pela WWF (World Wide Fund For Nature) confirma que muitos países da União Europeia continuam a não conseguir travar a entrada de produtos de madeira ilegal nos mercados da UE.  O barómetro da WWF sobre o Governo da União Europeia (www.wwf.org.uk/barometer), realizado no primeiro semestre de 2014, mostra que apenas 11 países da UE adoptaram até agora a legislação e as medidas nacionais consideradas firmes o suficiente para controlar a legalidade da madeira e dos produtos de madeira e definindo penalizações elevadas para aqueles que infringem as regras. Estes países são a Bélgica, o Chipre, a Dinamarca, a Estónia, a Finlândia, a Lituânia, o Luxemburgo, os Países Baixos, Portugal, a Eslovénia e o Reino Unido. Portugal é um dos 11 países da UE que adoptou medidas nacionais consideradas firmes o suficiente para controlar a legalidade da madeira e dos produtos de madeira e definiu penalizações elevadas para aqueles que infringem as regras.