PAN questiona Ministério da Agricultura sobre cavalos mortos e mal tratados em Alcácer do Sal

PAN questiona Ministério da Agricultura sobre cavalos mortos e mal tratados em Alcácer do Sal

O Grupo Parlamentar do PAN (Pessoas – Animais – Natureza) questionou o Ministério da Agricultura relativamente às imagens que têm circulado nas redes sociais que mostram o “estado degradado” em que se encontram vários cavalos numa herdade no concelho de Alcácer do Sal. Estes cavalos estão em debilitado estado de saúde, visivelmente subnutridos e em condições de visível mal estar, lê-se no comunicado do PAN enviado, esta quinta-feira, às redações.

De acordo com as denúncias que chegaram ao PAN, o partido dá conta de “15 a 20 cavalos” que se encontram em “estado bastante negligenciado” num terreno na localidade de Torrão (concelho de Alcácer do Sal), tendo o “proprietário do terreno  já sido protagonista de outros casos graves relacionados com maus tratos a animais”.

Os denunciantes, segundo o comunicado do PAN, informaram ainda que a DGAV de Alcácer do Sal não só tem conhecimento desta situação, e do local onde se encontram os animais, como nomeou como fiel depositário dos cavalos o proprietário dos mesmos. O PAN diz ter conhecimento de que alguns dos cavalos desapareceram e, segundo as denúncias, “cinco deles já morreram”, enquanto “dez continuam na propriedade”, sendo “manifestamente evidente o estado de magreza extrema e agonia” em que se encontram, sem quaisquer “cuidados mínimos” como “alimentação, água, tratamento de feridas ou proteção contra as intempéries”.

Na pergunta direcionada ao Governo, o PAN pretende saber, essencialmente, se o Ministério da Agricultura “recebeu estas denúncias”, “quais as diligências efetuadas”, “qual o destino que se vai dar aos animais sobreviventes” e “porque motivo as autoridades não atuaram antes”, uma vez que estas denúncias estão a ser feitas desde março de 2020, lê-se no comunicado.